Sob o brilho de Cueva, Coritiba, Palmeiras e Santos dominam a Seleção da 34ª Rodada do BR-16



Confira a Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Confira a Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Na rodada em que o líder Palmeiras abriu seis pontos para o vice-líder, posição ocupada agora pelo Santos, o grande destaque foi a goleada do São Paulo sobre o Corinthians por 4 a 0, com participação espetacular do meia peruano Cueva, que desequilibrou o duelo a favor do Tricolor.

Com um gol e três assistências, Cueva talvez tenha apresentado o melhor desempenho individual de um jogador neste Brasileirão. Definitivamente o Craque da Rodada.

Outro resultado que chamou a atenção foi a vitória do Coritiba sobre o Atlético-MG. Os laterais Cesar Benítez e Juan, representam o Coxa na Seleção da 34ª rodada.

O Palmeiras, apesar do triunfo sobre o Internacional por 1 a 0, não teve um bom desempenho, mas foi um time brigador e competitivo, que teve nas figuras de Mina e Thiago Santos os maiores exemplos de luta dentro de campo.

Já o Santos, novo vice-líder, conseguiu uma virada espetacular sobre a Ponte Preta com participação decisiva de Léo Cittadini que, minutos depois de entrar, participou dos dois gols que decretaram a vitória santista. Além dele, o zagueiro-volante Yuri substituiu Noguera e mudou o jogo. Modificações essenciais efetuadas por Dorival Junior, técnico da rodada.

Completam a Seleção o goleiro Gatito Fernández, do Figueirense, o meia Diego Souza, do Sport, e os atacantes Marinho, do Vitória e Willian, do Cruzeiro.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira as notas e o desempenho de cada integrante:

Gatito Fernández – goleiro – Figueirense – 6,5

Apesar da derrota por 1 a 0 no clássico contra a Chapecoense, teve muito trabalho na meta e evitou uma goleada com suas defesas.

Cesar Benítez – lateral-direito – Coritiba – 7,0

Implacável na marcação, foi soberano pelo lado direito da defesa do Coxa e muito bem na troca de posições envolvendo Dodô e Juan. Chegou a atuar também na esquerda.

Mina – zagueiro – Palmeiras – 7,5

Um monstro na defesa palmeirense, imbatível no jogo aéreo e nas antecipações por baixo. Amenizou a pressão do Inter carregando a bola rumo ao ataque com suas passadas largas.

Yuri – zagueiro – Santos – 7,0

Entrou para qualificar a saída de bola já a partir da defesa. Tem qualidade para trocar passes e participou efetivamente do jogo ofensivo santista. Deu passe preciso e inteligente na jogada do segundo gol do time.

Juan – lateral-esquerdo – Coritiba – 6,5

Outro que participou do rodízio de posições no Coritiba e confundiu tanto ataque quanto defesa do Atlético-MG. Atuação madura.

Thiago Santos – volante – Palmeiras – 7,5

Guerreiro, não teve bola perdida em qualquer do campo. Fosse no ataque ou na defesa. Saiu extenuado e como um dos melhores em campo. Seu melhor jogo com a camisa Alviverde.

Léo Cittadini – meia – Santos – 8,5

Iluminado. Pouco tempo depois de entrar em campo recebeu bola, fintou o zagueiro e chutou. No rebote, Ricardo Oliveira fez. Mais tarde, recebeu livre pela direita da área, chutou cruzado e Copete virou o jogo.

Diego Souza – meia – Sport – 8,0

Campeonato espetacular do meia. Na Arena do Grêmio exibiu mais uma atuação de gala. Marcou dois gols, o primeiro deles um golaço, pegando de primeira de fora da área. Quase saiu com três, não fosse a bola bater caprichosamente na trave.

Cueva – meia- São Paulo – 9,0 (CRAQUE)

Talvez tenha sido a melhor atuação individual do campeonato. Acabou com o clássico e, consequentemente com o Corinthians, com um desempenho definitivo. Marcou de pênalti, com cavadinha e depois deu três assistências nos outros três gols são-paulinos. Encheu os olhos de um Morumbi com grande público.

Marinho – atacante – Vitória – 8,0

Mais um daqueles que faz um Brasileirão acima da média e se destaca em um time que luta contra o rebaixamento. Foi decisivo na vitória de virada sobre o Atlético-PR com dois belíssimos gols e uma assistência.

Willian – atacante – Cruzeiro – 7,5

Aproveitou a oportunidade como titular no comando de ataque da Raposa. Marcou um gol e deu uma assistência no triunfo sobre o Fluminense.

Técnico: Dorival Junior – Santos – 8,0

Faz um dos grandes trabalhos deste Brasileirão. Embora o Peixe não tenha um grande elenco, tampouco homogêneo, faz com que suas peças rendam de forma inimaginável e, assim, levou seu time à vice-liderança da competição com reais chances de brigar pelo título. Contra a Ponte Preta foi decisivo em suas alterações e alcançou uma virada essencial para as pretensões da equipe.



MaisRecentes

Palmeiras, Cruzeiro, Bahia e Vitória dominam a Seleção da 28ª Rodada do Brasileirão-2017



Continue Lendo

Quem ama o feio, bonito lhe parece: os cuidados com a análise de São Paulo x Atlético-PR



Continue Lendo

O fracasso do Palmeiras, a queda de Cuca, o revanchismo e a criminalização dos gastos



Continue Lendo