Série A arrecadou seis vezes mais do que a Série B; Palmeiras, sozinho, superou a divisão de acesso



Palmeirenses só puderam estar em sua Arena em apenas cinco partidas deste Paulistão (Foto: Ari Ferreira)

Palmeirenses lotaram o Allianz Parque e fizeram o clube sobrar na arrecadação do Brasileirão (Foto: Ari Ferreira)

O abismo financeiro entre as Séries A e B do Brasileirão não é novidade para ninguém. Isso envolve cotas de TV, patrocínios, visibilidade, capacidade de contratação de jogadores… Mas neste post o foco será a renda bruta acumulada em cada uma das divisões, quesito em que a diferença se mostra absurda, já que a divisão de elite (R$ 203.803.205,78) faturou seis vezes mais do que a de acesso (R$ 32.938.648,05). Veja no gráfico:

Renda bruta da Série A foi seis vezes maior do que a da Série B

Renda bruta da Série A foi seis vezes maior do que a da Série B

Não é difícil encontrar explicação para isso. O ingresso médio da Série A em 2016 foi de R$ 35,41, o que significa mais do que o dobro do ticket médio pago pelos torcedores da Série B: R$ 16,79. Sem contar que o público pagante da primeira (5.755.596 pagantes) foi três vezes maior do que o da segunda (1.961.448 pagantes).

Quem inflacionou os preços dos bilhetes da Série A, definitivamente, foi o Palmeiras, que cobrou em média R$ 68,58 por seus ingressos durante a competição. Esse elevado valor, aliado à maior média de público do Brasileirão, levou o Verdão a ter a maior renda bruta entre os 20 clubes da elite. Mas não foi só. O Alviverde arrecadou mais dinheiro (R$ 42.311.615,78) do que a soma de todos os 380 jogos da Série B. Observe no gráfico:

Sozinho, Palmeiras faturou mais do que somados os 380 jogos da Série B

Sozinho, Palmeiras faturou mais do que somados os 380 jogos da Série B

Em 19 partidas como mandante, o Palmeiras teve uma renda de quase R$ 10 milhões a mais do que um campeonato inteiro. Valor que nenhum dos 20 clubes da divisão de acesso atingiu em seus jogos em casa. O Bahia, com R$ 6.350.537,50, foi quem mais faturou na Série B. Confira os rankings na galeria abaixo:



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo