Sem ‘ajuda’ do Allianz Parque, média de público cai em relação ao Paulistão do ano passado



Palmeirenses só puderam estar em sua Arena em apenas cinco partidas deste Paulistão (Foto: Ari Ferreira)

Palmeirenses só puderam estar em sua Arena em apenas cinco partidas deste Paulistão (Foto: Ari Ferreira)

O Allianz Parque, estádio em que o Palmeiras manda seus jogos, foi pouco utilizado na competição, ao todo cinco vezes. Para completar, não chegou à final, o que lhe daria mais um mando. No entanto isso não prejudicou apenas o Verdão, mas também o campeonato.

No ano passado, os palmeirenses estiveram no Allianz em dez oportunidades tendo seu time como dono da casa e em uma como visitante, quando o Osasco Audax escolheu o estádio para atuar contra o próprio Palmeiras. Assim, a média de público do Verdão caiu na comparação com 2015. Veja os números:

Paulistão 2015 (Só Allianz)
Público Total: 289.133 pagantes
Média de público: 28.913 pagantes

Paulistão 2016 (Pacaembu e Allianz)
Público Total: 182.436 pagantes
Média de público: 20.271 pagantes

Como pudemos ver foram mais de 100 mil pagantes a menos em números absolutos e quase 10 mil a menos, em média. Evidentemente que, com o futebol mostrado dentro de campo, a equipe não motivou seus torcedores a irem ao Allianz ou ao Pacaembu, mas também é claro que o apelo de ir à nova arena é maior.

Essa queda é refletida nas estatísticas de público do Paulistão que ficarão abaixo do registrado no ano anterior, quando 1.222.513 pagantes estiveram presentes nos estádios. Até o momento, sem contar as finais, temos um total de 1.119.217 ingressos vendidos, diferença de 103.296 torcedores, algo que não será tirado por Santos e Audax que, juntos, levaram no máximo 23.081  pagantes, se somarmos o maior público de cada um de seus respectivos estádios. Confira a comparação das médias de público das edições em questão:

Paulistão 2015: 7.739 pagantes
Paulistão 2016: 7.174 pagantes (antes das finais)

Mesmo com a adição dos públicos das decisões entre Santos e Osasco Audax, a média do campeonato não deve passar dos 7.300 pagantes por partida. Um número razoável, mas que poderia ser maior não fosse o baixo número de jogos no Allianz Parque, que tanto impulsionou as estatísticas de 2015.



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo