São Paulo tem o maior prejuízo do Paulistão, que vê metade de seus jogos no vermelho



O período de jogos do São Paulo no Pacaembu neste Paulistão realmente não tem sido proveitoso, pelo menos do ponto de vista financeiro. Como já adiantou o Bulla na Rede, o Tricolor teve um prejuízo de mais de 100 mil reais na partida contra o Novorizontino, fazendo daquele confronto o de maior renda líquida negativa do campeonato. Mas não é só. Observe os resultados:

São Paulo × Água Santa: R$ 6.043,47
São Paulo × Rio Claro: R$ 26.697,47
São Paulo × Grêmio Novorizontino: -R$ 101.423,23
Total: -R$ 68.682,29

A soma das rendas líquidas das três partidas do São Paulo no Pacaembu dá ao clube o status de maior prejuízo acumulado entre os participantes da Série A1 do Campeonato Paulista. Veja a lista:

Em destaque, o prejuízo acumulado do São Paulo em relação às demais rendas líquidas

Ter prejuízo na bilheteria de jogos não é exclusividade do Tricolor, evidentemente. Dos 16 times de menor investimento da competição, 12 já tiveram pelo menos uma partida com renda líquida negativa. Na sexta rodada, por exemplo, seis dos dez jogos tiveram prejuízo. Confira os números:

GO Audax x Ponte Preta: -R$ 15.303,25
Botafogo x Red Bull: -R$ 15.139,41
Capivariano x São Bernardo: -R$ 16.884,27
Ituano x Ferroviária: R$ 807,45
Linense x Água Santa: -R$ 9.257,88
Oeste x Rio Claro: -R$ 1.203,30
Santos x Mogi Mirim: R$ 18.804,41
São Bento x Corinthians: R$ 387.825,63
São Paulo x Grêmio Novorizontino: -R$ 101.423,23
XV de Piracicaba x Palmeiras: R$ 263.505,21

Na conta geral do Paulistão, 27 dos 60 jogos disputados até aqui tiveram prejuízo em suas bilheterias, ou seja, quase 50% dos confrontos mais oneraram o time mandante do que propriamente o beneficiaram. Em resumo, não é exagero dizer que, no Paulistão, clubes estão pagando para jogar.



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo