Palmeiras vence Dérbi e forma a base da Seleção da 14ª Rodada do Paulistão



Confira a Seleção da 14ª Rodada do Paulistão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Confira a Seleção da 14ª Rodada do Paulistão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Rodada com clássico acaba, invariavelmente, tendo uma Seleção montada com base no duelo em questão. E foi exatamente o que aconteceu. O vencedor do Dérbi entre Palmeiras x Corinthians dominou o selecionado da 14ª rodada do Paulistão-2016.

Como a vitória foi palmeirense por um simples, mas grandioso placar de 1 a 0, a equipe comandada por Cuca (melhor técnico do final de semana) dominou o grande rival do começo ao fim e foi representada por cinco atletas: Fernando Prass, que pegou um pênalti, Vitor Hugo, intransponível, Gabriel, implacável, Egídio, surpreendente e Dudu, decisivo.

Quem também teve destaque foram Ponte Preta e Santos, cada um com dois entre os melhores. Ambas os times protagonizaram goleadas espetaculares. O Peixe venceu o Capivariano por 5 a 3 e a Macaca atropelou o Água Santa por 7 a 2. Do clube litorâneo, Vitor Bueno e Ricardo Oliveira, autores de golaços, estão entre os 11. Já da equipe campineira estão Jeferson e Wellington Paulista, craque absoluto da rodada ao marcar quatro gols em uma mesma partida.

Completam o selecionado o bom meia Jean Carlos, do São Bernardo, e o zagueiro-artilheiro Bruno Maia, do Capivariano. Cada um marcou dois gols para suas respectivas agremiações.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do campeonato. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira o desempenho de cada um dos integrantes da lista:

Fernando Prass – goleiro – Palmeiras – 8,0

Grande heroi do Palmeiras no clássico, novamente se agigantou e pegou mais um pênalti para sua coleção. A defesa foi decisiva no triunfo palmeirense.

Jeferson – lateral-direito – Ponte Preta – 7,0

Boa parte das jogadas ofensivas da Ponte tiveram início pel seu lado, em velocidade A liberdade foi tanta que ele deu duas assistências na goleada.

Bruno Maia – zagueiro – Capivariano – 7,0

Seu time foi derrotado por 5 a 3, o que deveria contar pontos contra, porém o zagueiro foi ao ataque e marcou dois gols no duelo.

Vitor Hugo – zagueiro – Palmeiras – 7,0

Estava devendo uma grande atuação em 2016. Além da disposição habitual, foi extremamente seguro e ganhou todas as disputas contra o ataque corintiano.

Egídio – lateral-esquerdo – Palmeiras – 6,5

Muito criticado, fez uma partida acima da média que tem apresentado. Chegou ao ataque com perigo, tabelou com os atacantes e não deu sustos atrás.

Gabriel – volante – Palmeiras – 7,0

Atuação do volante palmeirense lembrou muito seu desempenho antes de lesionar o joelho em 2015. Anulou completamente a criação corintiana.

Vitor Bueno – meia – Santos – 7,5

Talvez tenha feito seu melhor jogo como atleta do Santos, produziu jogadas de efeito com grande capacidade e técnica e marcou um golaço por cobertura.

Jean Carlos – meia – São Bernardo 7,5

Não é de hoje que tem feito um grande trabalho do meio-campo do Bernô, trocando passes de qualidade. Foi premiado com dois gols na rodada.

Dudu – meia-atacante – Palmeiras – 7,5

Marcou seu sexto gol em clássicos com a camisa do Palmeiras e decidiu mais um jogo para seu time. Quase anotou outro tento pouco tempo depois.

Ricardo Oliveira – atacante – Santos – 7,5

Com ele é assim, se a defesa der espaços não haverá perdão. Contra o Capivariano fez dois, um deles com direito a chapéu atestado de golaço.

Wellington Paulista – atacante – Ponte Preta – 8,5

O craque da rodada, sem concorrentes próximos. Marcou nada mais nada menos que quatro gols no atropelamento da Ponte em cima do Água Santa.

Técnico: Cuca – Palmeiras – 7,5

Diante dos graves problemas apresentados pelo Palmeiras nos confrontos anteriores, precisava mudar alguma coisa no time. Frente ao Corinthians a mudança apareceu e foi para o bem. Verdão fez sua melhor partida na temporada, dominou as ações e não deixou seu rival jogar.



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo