Palmeiras tem o ingresso mais caro, mas ‘pequenos’ do Paulistão estão logo atrás



Palmeiras x Botafogo-SP teve o ingresso médio mais caro do Paulistão-2019 até aqui (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

O Paulistão já não tem o mesmo prestígio de outrora e não são poucos os pedidos pela sua extinção, mas para alguns clubes e cidades o estadual continua sendo o principal campeonato da temporada, pela visibilidade, pelo faturamento, e pela oportunidade de enfrentar e receber os ‘grandes’, que viram atração, principalmente no interior do estado. Para aproveitar o apelo do torcedor, as agremiações elevam o preço dos ingressos para receber os quatro gigantes, e alguns chegam a fazer frente até com os valores praticados pelo Palmeiras.

Não é novidade que o Verdão tem o ingresso médio mais caro do Brasil. No ano passado, entre os clubes de Série A, liderou com folga o ranking com R$ 67,17 e em sua primeira partida em casa no Paulistão-2019, contra o Botafogo-SP, cobrou, em média, R$ 53,57 por bilhete. Até aqui valor mais alto da competição após três rodadas.

Mas engana-se quem pensa que o segundo colocado nessa lista fica muito para trás. Muito pelo contrário, já que a diferença é de apenas R$ 0,21. Também estará equivocado aquele que pensar que se trata de um dos outros três grandes do estado. O ingresso médio no valor de R$ 53,36 foi cobrado no confronto Novorizontino 0 x 3 São Paulo, em Novo Horizonte, ou seja, um ‘pequeno’ que recebeu um dos gigantes e praticou um valor acima do comum.

Os exemplos não param por aí. Nas três posições seguintes novamente teremos clubes considerados menores mandando jogos contra os grandes. Casos de São Caetano 0 x 2 Palmeiras, em São Caetano do Sul, Red Bull Brasil 1 x 1 Palmeiras, em Campinas, e São Bento 0 x 4 Santos, em Sorocaba. Isso tudo em apenas três rodadas completadas.

Para se ter uma ideia, Red Bull e São Caetano já fizeram dois jogos como mandantes até o momento, e praticaram preços bem diferentes em comparação com as partidas em que receberam os grandes. Confira:

SÃO CAETANO

  • Contra o Ituano: R$ 15,69
  • Contra o Palmeiras: R$ 44,86 (quase três vezes mais caro)

RED BULL BRASIL

  • Contra o Bragantino: R$ 11,16
  • Contra o Palmeiras: R$ 42,79 (quase quatro vezes mais caro)

É verdade que muitas vezes as rendas dos jogos contra os grandes garantem não só a cobertura dos prejuízos das outras partidas da competição, mas também as despesas corriqueiras dos clubes, como pagamento de salários de jogadores e funcionários. No entanto, da mesma forma que o Palmeiras acaba afastando os torcedores de menor poder aquisitivo com seus ingressos caros, essas agremiações ‘menores’ do campeonato também limitam o acesso de um público que espera o ano inteiro para esses duelos.

Confira o Top 5 dos ingressos médios mais caros do Paulistão-2019 até aqui:

1) Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP – Allianz Parque: R$ 53,57
2) Novorizontino 0 x 3 São Paulo – Jorge Ismael de Biasi : R$ 53,36
3) São Caetano 0 x 2 Palmeiras – Anacleto Campanella: R$ 44,86
4) Red Bull 1 x 1 Palmeiras – Moisés Lucarelli: R$ 42,79
5) São Bento 0 x 4 Santos – Walter Ribeiro: R$ 39,00



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo