Palmeiras tem o ingresso mais caro, mas ‘pequenos’ do Paulistão estão logo atrás



Palmeiras x Botafogo-SP teve o ingresso médio mais caro do Paulistão-2019 até aqui (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

O Paulistão já não tem o mesmo prestígio de outrora e não são poucos os pedidos pela sua extinção, mas para alguns clubes e cidades o estadual continua sendo o principal campeonato da temporada, pela visibilidade, pelo faturamento, e pela oportunidade de enfrentar e receber os ‘grandes’, que viram atração, principalmente no interior do estado. Para aproveitar o apelo do torcedor, as agremiações elevam o preço dos ingressos para receber os quatro gigantes, e alguns chegam a fazer frente até com os valores praticados pelo Palmeiras.

Não é novidade que o Verdão tem o ingresso médio mais caro do Brasil. No ano passado, entre os clubes de Série A, liderou com folga o ranking com R$ 67,17 e em sua primeira partida em casa no Paulistão-2019, contra o Botafogo-SP, cobrou, em média, R$ 53,57 por bilhete. Até aqui valor mais alto da competição após três rodadas.

Mas engana-se quem pensa que o segundo colocado nessa lista fica muito para trás. Muito pelo contrário, já que a diferença é de apenas R$ 0,21. Também estará equivocado aquele que pensar que se trata de um dos outros três grandes do estado. O ingresso médio no valor de R$ 53,36 foi cobrado no confronto Novorizontino 0 x 3 São Paulo, em Novo Horizonte, ou seja, um ‘pequeno’ que recebeu um dos gigantes e praticou um valor acima do comum.

Os exemplos não param por aí. Nas três posições seguintes novamente teremos clubes considerados menores mandando jogos contra os grandes. Casos de São Caetano 0 x 2 Palmeiras, em São Caetano do Sul, Red Bull Brasil 1 x 1 Palmeiras, em Campinas, e São Bento 0 x 4 Santos, em Sorocaba. Isso tudo em apenas três rodadas completadas.

Para se ter uma ideia, Red Bull e São Caetano já fizeram dois jogos como mandantes até o momento, e praticaram preços bem diferentes em comparação com as partidas em que receberam os grandes. Confira:

SÃO CAETANO

  • Contra o Ituano: R$ 15,69
  • Contra o Palmeiras: R$ 44,86 (quase três vezes mais caro)

RED BULL BRASIL

  • Contra o Bragantino: R$ 11,16
  • Contra o Palmeiras: R$ 42,79 (quase quatro vezes mais caro)

É verdade que muitas vezes as rendas dos jogos contra os grandes garantem não só a cobertura dos prejuízos das outras partidas da competição, mas também as despesas corriqueiras dos clubes, como pagamento de salários de jogadores e funcionários. No entanto, da mesma forma que o Palmeiras acaba afastando os torcedores de menor poder aquisitivo com seus ingressos caros, essas agremiações ‘menores’ do campeonato também limitam o acesso de um público que espera o ano inteiro para esses duelos.

Confira o Top 5 dos ingressos médios mais caros do Paulistão-2019 até aqui:

1) Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP – Allianz Parque: R$ 53,57
2) Novorizontino 0 x 3 São Paulo – Jorge Ismael de Biasi : R$ 53,36
3) São Caetano 0 x 2 Palmeiras – Anacleto Campanella: R$ 44,86
4) Red Bull 1 x 1 Palmeiras – Moisés Lucarelli: R$ 42,79
5) São Bento 0 x 4 Santos – Walter Ribeiro: R$ 39,00



MaisRecentes

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo