Palmeiras, Santos, Oeste e RB dominam a Seleção da 6ª Rodada do Paulistão-2019



Palmeiras e Santos venceram seus jogos e estão entre os clubes com maior destaque da 6ª Rodada (Foto: Montagem/Palmeiras/Santos)

O fim de semana do Campeonato Paulista não foi de grandes jogos, pelo contrário, foi difícil encontrar destaques em uma gama de partidas de baixo nível técnico. Aqueles que tiveram atuações vitoriosas levaram vantagem nesse vazio de inspiração. Assim, Palmeiras, Santos, Oeste e Red Bull, que venceram seus duelos, dominaram a Seleção da 6ª Rodada do Paulistão-2019.

Mesmo sem ter goleado desta vez, o Peixe fez uma grande partida diante do Mirassol, no Pacaembu, com mais de 70% de posse, 21 finalizações contra apenas duas do adversário, mas a bola não queria entrar e só permitiu o grito de gol santista aos 49 minutos do segundo tempo, quando o iluminado Jean Mota balançou a rede e garantiu os três pontos. Gustavo Henrique e Diego Pituca foram outros destaques. Os três estão no selecionado.

Também no Pacaembu, o Verdão bateu o Bragantino por 2 a 0, naquela que talvez tenha sido a melhor atuação do time na temporada. O placar poderia ter sido mais elástico, pela quantidade de chances criadas, mas vitória foi conquistada de forma convincente. Dudu, Craque da 6ª Rodada, voltou a ter brilho. Victor Luis foi outro bom nome e ambos estão na Seleção.

O Oeste, que bateu o São Caetano por 3 a 1, fora de casa, ofereceu representantes para os melhores da 6ª Rodada: o volante Matheus Jesus e o meia Elvis. Mesmo caso do Red Bull que, de virada, venceu o Ituano por 2 a 1, graças aos bons desempenhos de Aderlan e de Osman, atletas que levam o nome do clube para os 11 melhores.

Completam a lista o goleiro Henal, do São Bento, o zagueiro Renan Fonseca, da Ponte Preta, e o técnico Roberto Fonseca, do Novorizontino.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do campeonato. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Roberto Fonseca – Novorizontino – 7,0

Confira a nota e a avaliação de cada um dos integrantes da Seleção da 6ª Rodada:

Henal – goleiro – São Bento – 7,0

Pela segunda rodada seguida na Seleção, voltou a salvar o time, desta vez contra a Ferroviária e garantiu o empate com três defesas difíceis.

Aderlan – lateral-direito – Red Bull – 6,5

Intensidade no campo ofensivo e no campo defensivo. Fez cinco desarmes certos e criou três chances de finalização para os companheiros.

Renan Fonseca – zagueiro – Ponte Preta – 6,5

Líder do sistema defensivo da Ponte, não deixou passar nada na vitória sobre o São Paulo. Fez dois bloqueios importantes de finalização.

Gustavo Henrique – zagueiro – Santos – 6,5

Tem sido muito seguro na defesa com a sequência de jogos e tem surpreendido com a evolução em sua qualidade na saída de jogo. Foi bem.

Victor Luis – lateral-esquerdo – Palmeiras – 6,5

Sem descer muito ao ataque, fez papel tático importante, inclusive quando impediu uma chance clara de gol do Bragantino na pequena área.

Matheus Jesus – volante – Oeste – 7,0

Parece que tem voltado ao bom futebol de outras temporadas. Marcou mais um gol e liderou o meio-campo do time em outro bom resultado.

Diego Pituca – volante – Santos – 6,5

Tem jogado muita bola. O sucesso do Santos passa muito pelo ritmo que Pituca dá ao meio-campo. Fez outro ótimo jogo neste Paulistão.

Jean Mota – meia – Santos – 7,5

Está em grande fase, parece estar em todas as posições do meio para frente. Oportunista, marcou o gol da vitória aos 49 do segundo tempo.

Elvis – meia – Oeste – 7,5

Outro que faz bom campeonato no meio-campo do Oeste. Com um gol e uma assistência, foi decisivo na vitória sobre o São Caetano.

Osman – atacante – Red Bull – 7,0

Liderou a virada do Red Bull sobre o Ituano, com muito empenho ofensivo. Marcou o gol de empate em bela jogada individual após roubada.

Dudu – atacante – Palmeiras – 7,5 (CRAQUE)

Faltava uma boa apresentação de Dudu? Agora não falta mais! Jogou muita bola diante do Bragantino, marcou o gol que abriu o placar e ainda fez linda jogada em lance que Borja sofreu pênalti. Quase anotou um golaço.

Técnico: Roberto Fonseca – Novorizontino – 7,0

Não é exagero dizer que seu time ‘engoliu’ o Corinthians no último domingo. Teve amplo domínio da partida, parecia controlar as principais ameaças do adversário e jogava de um jeito que o gol da vitória sairia a qualquer momento. E saiu. Grande vitória e grande atuação coletiva.



MaisRecentes

Expectativa x realidade: São Paulo peca por embarcar outra vez na empolgação



Continue Lendo

Ituano atropela o Santos e domina a Seleção da 5ª Rodada do Paulistão-2019



Continue Lendo

Grandes do Paulistão provam o óbvio: o individual interfere no coletivo e vice-versa



Continue Lendo