Palmeiras enfrenta escassez de gols de cabeça, arma na campanha do título do Brasileirão-2016



Na campanha do título brasileiro do ano passado, uma das principais armas do Palmeiras foi o uso da bola aérea e os consequentes gols de cabeça. Esse artifício chegou a ser tratado de forma pejorativa por alguns analistas que se incomodavam com o sucesso das jogadas. Apesar dessas críticas, muitos jogos complicados foram resolvidos dessa forma e a taça ficou no Allianz Parque. No entanto, não é o que tem acontecido neste ano.

Ao todo, o Verdão marcou 16 gols de cabeça em todo o Campeonato Brasileiro de 2016, sendo quatro deles do zagueiro Vitor Hugo, especialista no fundamento e que já deixou o clube para jogar na Fiorentina. Na edição atual do Brasileirão, porém, os palmeirense marcaram apenas quatro vezes de cabeça.

Gols de cabeça do Palmeiras no Brasileirão-2016 e no Brasileirão-2017

Gols de cabeça do Palmeiras no Brasileirão-2016 e no Brasileirão-2017

Na lista que mostra os autores dos gols de cabeça no campeonato de 2016, vemos três zagueiros (Vitor Hugo, Mina e Thiago Martins), que tiveram participação essencial nesse tipo de jogada. Já em 2017, a lista é formada por um volante, um meia e dois atacantes.

O gol de Borja foi marcado contra o Vasco, logo na 1ª Rodada, após cruzamento de Tchê Tchê. O tento de Willian foi marcado contra o Cruzeiro, com assistência de Róger Guedes. O de Bruno Henrique foi anotado contra o Sport, em escanteio cobrado por Egídio. Por fim, o de Guerra, que marcou contra o Vasco, no returno, aproveitando cruzamento de Jean.

No Brasileirão deste ano, os gols do Palmeiras de cabeça representam apenas 12% do total, aproximadamente um a cada dez gols. Já no Brasileiro do ano passado essa modalidade representou 26%, ou seja, um a cada quatro gols da campanha do título foi de cabeça.

Participação dos gols de cabeça no total de gols na competição

Participação dos gols de cabeça no total de gols na competição

A impressão que se tem ao assistir aos jogos do Verdão, é a de que quando a dificuldade de furar a zaga adversária aumenta, a solução é jogar a bola na área, embora já tenhamos visto situações em que os cruzamentos foram tentados desde o início.

Se no ano passado isso funcionou muito bem, neste ano a história tem sido diferente. Sem Vitor Hugo, com Mina pouco inspirado no ataque e Thiago Martins fora, poderíamos colocar essa escassez na conta dos cabeceadores, mas a qualidade nos cruzamentos diminuiu bastante, ainda que os autores sejam basicamente os mesmos de 2016.

Cruzamentos do Palmeiras nas partidas em casa no Brasileirão-2017 (Fonte: Footstats)

Cruzamentos do Palmeiras nas partidas em casa no Brasileirão-2017 (Fonte: Footstats)

É importante destacar que o Palmeiras é o finalizador mais eficiente do campeonato, já que a cada três chutes certos para o gol, pelo menos um balança a rede. Índice suficiente para liderar o quesito nesta edição. Mesmo assim, os gols de cabeça fazem muita falta, poderiam ter resolvido muitas partidas, especialmente em casa, quando teve de propor o jogo.

Porcentagem de cruzamentos dentro e fora de casa no Brasileirão-2017 (Fonte: Footstats)

Porcentagem de cruzamentos dentro e fora de casa no Brasileirão-2017 (Fonte: Footstats)



  • PARMERENSES=ZOADOS TODOS DIAS

    PARA TODOS OS TORCEDORES ADVERSÁRIOS, O MAIS IMPORTANTE DE TUDO , É QUE O PARMERA É E SEMPRE SERÁ O ” UNICO ” TIME DOS 4 GRANDES DE SP = VIRGEM DE MUNDIAL;
    OS PARMERENSES SEMPRE SERÃO Z0AD0S POR ISSO. E SEMPRE CARREGARÃO ESSA VERGONHA POR TODA A VIDA.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA

    ISSO , NÃO TEM PREÇO !

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QUIA,QU

MaisRecentes

Na Turquia, Vagner Love tem a melhor média de gols da carreira



Continue Lendo

Flamengo e Corinthians são os mais disciplinados do Brasileirão; Vasco é o único sem expulsos



Continue Lendo

Juntos, Corinthians e Palmeiras chegam a R$ 50 milhões em bilheteria no Brasileirão-2017



Continue Lendo