Palmeiras bate o Flu e domina a Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2018



Líder, Palmeiras venceu o Flu por 3 a 0 e dominou a Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Flickr Palmeiras)

Embora ainda seja cedo para cravar quem será o campeão brasileiro deste ano, não é exagero dizer que o Palmeiras já iniciou a sua contagem regressiva rumo ao seu décimo título da competição. Restam apenas quatro rodadas para o término de mais uma edição do campeonato e o favoritismo é confirmado jogo após jogo, como foi na vitória sobre o Fluminense, que fez o Verdão dominar a Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2018.

O triunfo por 3 a 0, no Allianz Parque, deixou os palmeirenses um pouco mais convictos de que a conquista está próxima. Tanto o resultado, quanto o desempenho foram convincentes para credenciá-los ainda mais à confirmação do título. Tanto é que o clube foi representado por seis personagens no selecionado da 34ª Rodada: o lateral-direito Mayke, o zagueiro Luan, o volante Thiago Santos, o meia-atacante Dudu, o atacante Borja, e o técnico Felipão.

Seu principal concorrente ao título, no momento, é o Internacional, que mostrou não estar disposto a desistir tão fácil da perseguição ao líder. O Colorado bateu o América-MG, por 2 a 0, no Beira-Rio, e se manteve cinco atrás do Palmeiras. Isso devido às atuações do volante Edenílson e do atacante Leandro Damião, Craque da 34ª Rodada. Ambos aparecem entre os melhores.

Completam a lista o goleiro César, do Flamengo, o zagueiro Arboleda, do São Paulo, o lateral-esquerdo Fábio Santos, do Atlético-MG, e o atacante Everton, do Grêmio.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Felipão – Palmeiras – 7,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 34ª Rodada:

César – goleiro – Flamengo – 8,0

Foi o maior responsável pela vitória do Fla sobre o Santos. Primeiro fez uma defesa, no reflexo, em chute de Gabigol, depois, já no fim da partida, defendeu pênalti cobrado pelo mesmo Gabigol. Herói.

Mayke – lateral-direito – Palmeiras – 7,0

Não é exagero dizer que tem sido um dos principais jogadores do time desde a chegada de Felipão. Muita entrega e aplicação na marcação e boas chegadas ao ataque, sempre em velocidade.

Arboleda – zagueiro – São Paulo – 7,0

Se não fosse por ele, equipe amargaria outra derrota em casa no Brasileirão. Porém, jogando sério e simples, afastou o que pôde para neutralizar o perigo.

Luan – zagueiro – Palmeiras – 6,5

Firme na marcação, fez duas interceptações na partida, liderou a defesa, chegou a finalizar da intermediária e quase marcou, mas no fim foi coroado com um gol de cabeça.

Fábio Santos – lateral-esquerdo – Atlético-MG – 7,0

Nas últimas partidas tem assumido a responsabilidade e tentado levar o time ao ataque. Mais uma vez, marcou de pênalti o gol da vitória importante na briga pela vaga na Libertadores.

Thiago Santos – volante – Palmeiras – 7,0

Tem sido um gigante quando solicitado no meio-campo palmeirense. Outra vez deu conta do recado, se entregou ao máximo, e ainda ‘ajeitou’ a bola para o golaço de Felipe Melo.

Edenílson – volante – Internacional – 8,0

Vai encerrar a temporada como principal jogador do time, sua função aliada à sua qualidade, confundiu a marcação do América-MG. Deu assistência para Damião abrir o placar, e depois marcou o gol que sacramentou a vitória.

Dudu – meia-atacante – Palmeiras – 7,5

Como já era esperado, time foi outro com sua presença. Sempre muito perigoso quando parte para cima da defesa, sofreu dez faltas contra o Fluminense e mesmo assim não foi impedido de fazer a diferença.

Everton – atacante – Grêmio – 7,5

Outro jogador diferenciado que desequilibra qualquer jogo. Foi assim contra o São Paulo, em que praticamente jogou sozinho, diante de uma jornada ruim de seus companheiro. Abriu o placar da partida com gol de cabeça.

Borja – atacante – Palmeiras – 7,5

Fez uma partida muito boa, uma de suas melhores no clube. Ganhou disputas aéreas, fez o pivô quando foi preciso, segurou a bola, deu opções e estava bem posicionado para abrir o placar para a vitória do Verdão.

Leandro Damião – atacante – Internacional – 8,0 (CRAQUE)

Estava muito inspirado diante do América-MG, mesmo no sacrifício. Fez um gol típico de centroavante ao receber grande passe de Edenílson, e devolveu um presente com outra grande assistência para o companheiro definir a vitória.

Técnico: Felipão – Palmeiras – 7,0

Se cobravam uma atuação melhor do Verdão, isso foi dado na vitória sobre o Flu. Time criou chances, colocou a bola no chão, usou suas melhores qualidades e manteve sua defesa intacta. Com tudo isso, venceu mais uma no campeonato e completou 19 rodadas sem perder.



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo