No Brasileirão, Botafogo usou 98% de sua bilheteria para arcar com as despesas de jogos



Os clubes cariocas sofreram durante o Brasileirão-2016 por não terem uma “casa” para jogar em boa parte da competição. A solução foi sair do estado e encontrar uma alternativa. Fluminense se fixou no Giulite Coutinho e o Botafogo no Luso-Brasileiro, chamado de Arena Botafogo. Já o Flamengo viveu de forma itinerante até poder contar com o Maracanã.

No entanto os prejuízos não vieram apenas dentro de campo, a parte financeira também foi afetada, basta olhar para os números de renda líquida de Flu e Bota para ver o estrago causado. Juntos, tiveram 82% de suas rendas comprometidas com o pagamento das despesas de seus jogos como mandante.

Se esse número já é expressivo na combinação dos dois times, isoladamente os dados chamam mais a atenção. O Botafogo usou 98% do que arrecadou com bilheteria para arcar com as despesas de seus jogos em “casa”, ou seja, teve apenas 2% de lucro, equivalente a pouco mais de R$ 70 mil em 19 partidas. Veja no quadro:

Despesas com os jogos de Botafogo e Fluminense como mandantes, representaram mais de 80% de suas bilheterias no Brasileirão-2016

Despesas com os jogos de Botafogo e Fluminense como mandantes representaram mais de 80% de suas bilheterias no Brasileirão-2016

O Fluminense, por sua vez, teve 70% de seu faturamento total nos jogos como mandante destinados ao pagamento de despesas das partidas. Dos mais de R$ 5 milhões arrecadados, ficou com apenas R$ 1,5 milhão.

Enquanto isso, o Flamengo teve a situação mais tranquila. Suas despesas com as partidas representaram quase 47% de sua renda bruta, a terceira maior do campeonato. O cenário é mais confortável também pelo fato de o Rubro-negro cobrar um ingresso médio mais caro dos que os rivais do estado. Confira os números na galeria abaixo:

 

 



MaisRecentes

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo