Missão para Ceni: Irregular, São Paulo foi o segundo time com mais derrotas em casa em 2016



Rogério Ceni terá de corrigir a irregularidade do time na temporada 2017 (Foto: Érico Leonan/saopaulofc)

Rogério Ceni terá de corrigir a irregularidade do time na temporada 2017 (Foto: Érico Leonan/saopaulofc)

A missão de Rogério Ceni no comando do São Paulo é uma das grandes atrações deste começo de temporada e deverá ser assim ao longo do ano. Além de encarar seu primeiro desafio como treinador, terá de tentar corrigir algumas falhas de 2016, principalmente melhorar o aproveitamento da equipe, que foi extremamente irregular.

Durante boa parte da temporada passada, o Tricolor paulista esteve entre os piores aproveitamentos se comparado com os clubes que disputaram a Série A. Tanto no primeiro quanto no segundo semestre construiu campanhas de muita oscilação.

Na primeira parte do ano, fez um Campeonato Paulista de muitos altos e baixos, se classificou para as quartas de final na segunda posição de seu grupo e enfrentou o Osasco Audax. No duelo foi eliminado com uma dolorida goleada por 4 a 1.

Atingir a semifinal da Libertadores foi um dos grandes momentos do time no ano, após uma fase de grupos de muita oscilação e quase eliminação para o The Strongest, da Bolívia, time para o qual perdeu em casa (no Pacaembu) na primeira rodada, assim como aconteceu na partida de ida no duelo contra o Juventude, na Copa do Brasil. Lembremos também que uma derrota no Morumbi para o Atlético Nacional, da Colômbia, foi decisiva para a queda na semifinal do torneio.

As derrotas em casa foram pontos negativos durante o ano. Ao todo foram dez, segundo maior número entre os clubes da Série A em 2016, ficando à frente apenas do Santa Cruz, com 12.

Essa campanha irregular já dava sinais do que aconteceria nos pontos corridos do Brasileirão. Sempre brigando na parte de baixo da tabela, a chance de rebaixamento atormentou a equipe durante o campeonato, mas na reta final, deu um gás suficiente para afastar o problema.

Com a conquista de menos de 30% dos pontos disputados fora de casa em jogos oficiais, o time encerrou a temporada com o quarto pior aproveitamento do ano como visitante. Melhor apenas do que América-MG, Sport e Figueirense. Já no quadro de aproveitamento geral, foi o quinto pior.

Diante desses números, é possível listar alguns dos pontos que Ceni precisaria corrigir durante seu comando em 2017:

– Fortalecer o fator casa, impedindo tantas derrotas como em 2016;
– Melhorar o desempenho como visitante;
– Evitar a irregularidade que tanto prejudicou o time na temporada passada.

Confira na galeria os números citados acima:



MaisRecentes

Brasil não tem jogadores entre os maiores artilheiros da Europa. E daí?



Continue Lendo

No Paulistão, Palmeiras lucra mais por jogo do que o total arrecadado pelo Santos



Continue Lendo

Classificados, Santos e Palmeiras dominam a Seleção da 11ª Rodada do Paulistão-2017



Continue Lendo