Luan, Botafogo, Cruzeiro e Palmeiras se destacam na 8ª Rodada do Brasileirão-2017



 

O jogo que fechou a rodada foi justamente aquele que mais chamou a atenção. O empate em 3 a 3 entre Cruzeiro e Grêmio, no Mineirão, já é considerado o melhor do Brasileirão até aqui. Em confronto franco e de futebol bem jogado, os destaques foram os jogadores de ataque. Tanto é que Luan, do Tricolor gaúcho, mesmo sem ter feito gols, foi o principal jogador de seu time. Pela Raposa, Rafael Sóbis e Thiago Neves, o Craque da Rodada, foram os destaques. Os três estão na Seleção da 8ª Rodada.

Mas o confronto em Minas não foi o único grande jogo deste fim de semana. A vitória por 4 a 2 do Palmeiras sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova, também foi eletrizante e colocou dois jogadores do Verdão no selecionado: o meia Guerra, que ditou o ritmo de seu time, e o atacante Keno, que marcou gol e sofreu pênalti.

Outro triunfo marcante fora de casa, foi o do Botafogo por 2 a 0 sobre a Chapecoense, na Arena Condá. O time carioca soube matar o jogo e conseguiu neutralizar as chances do adversário. O zagueiro Joel Carli e o técnico Jair Ventura estão entre os melhores da rodada.

Completam a Seleção o volante Wendel, do Fluminense, o lateral Yago Pikachu, do Vasco, o zagueiro Kanu, do Vitória, o lateral-esquerdo Sidcley, do Atlético-PR, e o goleiro Aranha, da Ponte Preta.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Seleção da 8ª Rodada - Brasileirão-2017

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção:

Aranha – goleiro – Ponte Preta – 7,5

Fez grandes defesas ainda no primeiro tempo que ajudaram a garantir o ponto conquistado pela Macaca, fora de casa. Atuação segura.

Yago Pikachu – lateral-direito – Vasco – 7,5

Apesar de não ter jogado como lateral, dessa vez, foi adaptado à posição para entrar na Seleção da Rodada. Marcou o gol da vitória do VAsco após grande jogada de Nenê.

Kanu – zagueiro – Vitória – 7,5

Fora de casa, deu assistência para Uillian Correia marcar o primeiro gol da partida e depois marcou o seu de cabeça. Personagem essencial para o resultado.

Joel Carli – zagueiro – Botafogo – 6,5

Sempre seguro e comandando o time de trás, foi decisivo para sair de Chapecó com os três pontos. Faz bom campeonato.

Sidcley – lateral-esquerdo – Atlético-PR – 7,5

Iniciou a partida como meia, por onde marcou o gol da vitória do Furacão, fora de casa, sobre o Atlético-GO e depois foi para a lateral esquerda, sua posição de origem.

Wendel – volante – Fluminense – 7,5

É um dos principais jogadores do Flu na temporada. Apesar da pouca idade, joga como se fosse um veterano. No clássico contra o Flamengo, marcou o gol que abriu o placar.

Thiago Neves – meia – Cruzeiro – 8,0 (CRAQUE)

Começou o jogo em baixa, mas foi o principal responsável para chegar ao empate com o forte Grêmio, no Mineirão. Fez um gol, deu passe para o segundo e participou de grande jogada no terceiro. Foi o melhor da rodada.

Luan – meia – Grêmio – 7,5

Apesar de não ter marcado gols e dado assistências, é o diferencial de seu time. Coloca a bola onde quer, dificilmente erra, parece onipresente  do meio-campo para frente. Deu grande lançamento no lance que originou o terceiro gol.

Guerra – meia – Palmeiras – 7,5

Participou de três dos quatro gols do Palmeiras na vitória sobre o Bahia. Em certos momentos parece estar um passo à frente dos companheiros em campo, pensa rápido e toca fácil na bola. Tem se tornado o principal jogador do time.

Keno – atacante – Palmeiras – 7,5

Aplicou sua correria costumeira e com vantagem no um contra um. Sofreu pênalti que originou o primeiro gol e marcou um golaço no segundo tento, acertando o ângulo da meta baiana.

Rafael Sóbis – atacante – Cruzeiro – 7,5

Ao lado de Thiago Neves, comandou a reação cruzeirense contra o Grêmio. Marcou o segundo gol de sua equipe e deu passe para Robinho empatar a partida em 3 a 3, após ótima trama no ataque.

Técnico: Jair Ventura – Botafogo – 7,0

Deu uma aula de como jogar fora de casa contra o um adversário duríssimo. Sua equipe soube matar o jogo em duas jogadas e ainda poderia ter feito mais, não fosse o goleiro da Chape não tivesse feito defesa incrível em chute de Bruno Silva.



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo