Flamengo, Botafogo e Atlético-MG dominam a Seleção da 11ª Rodada do Brasileirão-2018



Flamengo, Botafogo e Atlético-MG dominaram a Seleção da 11ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Montagem)

A briga pela vice-liderança do campeonato continua intensa, do segundo ao oitavo colocado, a diferença é de apenas três pontos, no entanto a liderança está longe de ser alcançada. Os seis pontos de vantagem para a concorrência após mais uma vitória, fazem com que o Flamengo garanta a primeira posição durante a pausa para a Copa do Mundo, mas não é só, ao lado de Botafogo e Atlético-MG, domina a Seleção da 11ª Rodada do Brasileirão-2018.

Apesar de o ataque ter funcionado ao vencer o Paraná, por 2 a 0, no Maracanã, o destaque do Flamengo foi a consistência do setor defensivo, tanto é que Thuler, Renê e Cuéllar estão entre os melhores da 11ª Rodada. Sem contar a presença do técnico Maurício Barbieri.

Já o Bota empatou em 3 a 3 com o Bahia, na Fonte Nova, com um jogador a menos desde a primeira etapa. Jefferson, Léo Valencia e Kieza foram os grandes nomes do ponto heroico conquistado fora de casa e estão no selecionado.

O Atlético-MG, por sua vez, venceu o Fluminense por 5 a 2, no Independência, e subiu para a vice-liderança. Isso porque o time contou com a grande fase de Ricardo Oliveira e Róger Guedes, Craque da 11ª Rodada. Ambos estão na Seleção.

Completam a lista o lateral-direito Apodi, da Chapecoense, o zagueiro Victor Cuesta, do Internacional, e o meia Yago Pikachu, do Vasco.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Maurício Barbieri – Flamengo – 8,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 11ª Rodada:

Jefferson – goleiro – Botafogo – 6,5

Levou três gols do Bahia, mas não teve culpa. Se não fosse a sua atuação, com três defesas difíceis, o resultado teria sido pior, com um jogador a menos, fora de casa.

Apodi – lateral-direito – Chapecoense – 6,5

Fez uma grande jogada pela lateral direita, ganhou de Egídio na corrida e cruzou para Bruno Silva abrir o placar contra o Cruzeiro.

Thuler – zagueiro – Flamengo – 7,0

Apesar da idade e da pouca experiência no time principal, vem mostrando uma maturidade enorme, dando segurança ao sistema defensivo do time. Mais uma boa atuação.

Victor Cuesta – zagueiro – Internacional – 7,0

É muito regular em seu desempenho defensivo, impõe sua firmeza nas disputas e leva vantagem. No ataque marcou de cabeça o gol fa vitória sobre o Santos.

Renê – lateral-esquerdo – Flamengo – 6,5

Mais uma partida correta e de enorme consciência tática. Soube dosar sua participação nos dois setores e teve grande papel defensivo.

Cuéllar – volante – Flamengo – 7,0

Novamente dominou o meio-campo defensivo com desarmes e distribuição de jogo para os armadores do time. Seu desempenho é fundamental para o funcionamento do esquema.

Yago Pikachu – meia – Vasco – 7,5

Sem dúvidas é o grande destaque do Vasco e outra vez provou sua importância. Marcou duas vezes na vitória por 3 a 2 sobre o Sport, sofreu o pênalti que ele mesmo bateu e converteu.

Léo Valencia – meia – Botafogo – 7,5

Marcou um golaço em cobrança de falta quando o jogo estava empatado em 2 a 2 e antes disso deu assistência para Kieza marcar.

Kieza – atacante – Botafogo – 8,0

Marcou dois gols em momentos importantes e difíceis da partida diante do Bahia, fora de casa. Colocou o time duas vezes em vantagem no placar.

Róger Guedes – atacante – Atlético-MG – 8,0

Outra grande atuação do atleticano no Brasileirão. Marcou um golaço no ângulo do goleiro do Fluminense, e depois fechou o placar em arrancada com Ricardo Oliveira e drible humilhante no zagueiro rival.

Ricardo Oliveira – atacante – Atlético-MG – 7,5

Faz grande temporada no Galo. Marcou um belíssimo gol de falta e, mesmo aos 38 anos, arrancou em velocidade no fim para dar assistência para Róger Guedes.

Técnico: Maurício Barbieri – Flamengo – 8,0

Definitivamente é o responsável pela grande virada do Flamengo na temporada. Time finalmente mostra consistência tática e técnica e não vacila diante dos adversários, fortes ou mais fracos. Melhora no setor defensivo é considerável.



MaisRecentes

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo