Finalista improvável, Audax faturou quase 18 vezes menos que o Corinthians com bilheteria



Jogadores do Osasco Audax comemoram gol na Arena Corinthians (Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Jogadores do Osasco Audax comemoram gol na Arena Corinthians (Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Os feitos do Osasco Audax de Fernando Diniz superaram qualquer expectativa em torno do Paulistão deste ano. Ninguém tira os méritos da equipe que venceu o Palmeiras na primeira fase, e eliminou São Paulo e Corinthians no mata-mata, mas é interessante mostrar algumas disparidades que a chegada do time nos faz observar.

Uma delas é o faturamento bruto com bilheteria, até o momento, no Campeonato Paulista. Claro que, por se tratar de um clube menos tradicional que os demais, não terá o mesmo apelo para atrair torcedores ao seu estádio, mas é significativa a diferença para os grandes e os resultados alcançados.

Em relação ao São Paulo, grande que menos faturou na competição, o Audax arrecadou 2,4 vezes menos. Lembrando que o Tricolor foi eliminado pelo time de Fernando Diniz nas quartas de final. Veja os números:

São Paulo: R$ 2.213.071,00
Osasco Audax: R$ 932.209,82

Já na comparação com o Santos, adversário da final e algoz na primeira fase, a arrecadação foi 3,5 vezes menor, como mostram os dados a seguir:

Santos: R$ 3.313.250,00
Osasco Audax: R$ 932.209,82

Quando traçamos o paralelo entre a arrecadação do Palmeiras e a do Osasco Audax, temos um número 8,5 vezes maior em favor do Verdão, que foi derrotado na primeira fase pelo time finalista. Observe os valores:

Palmeiras: R$ 7.910.419,34
Osasco Audax: R$ 932.209,82

Por fim, a comparação com o montante arrecadado pelo Corinthians, disparado o dono no maior faturamento com bilheteria deste Paulistão, é ainda mais espantosa. Na conta, o Audax faturou quase 18 vezes menos que o Timão, sua vítima na semifinal do campeonato. Confira os números:

Corinthians: R$ 16.549.202,00
Osasco Audax: R$ 932.209,82

O futebol é decidido dentro de campo e assim tem acontecido nesta competição, mas é inegável que chama a atenção um clube que tenha um faturamento com bilheteria tão abaixo dos demais, superar as grandes potências e disputar uma final improvável.



MaisRecentes

No Brasileirão, Corinthians se dá melhor quando não tem vantagem na posse de bola



Continue Lendo

Aproveitamento do Corinthians na temporada 2017 seria Top 10 na elite da Europa



Continue Lendo

Corinthians é o time que menos (e melhor) utiliza jogadores no Brasileirão-2017



Continue Lendo