Ferroviária e Corinthians mostram que ainda há bom futebol no Paulistão



Para quem acompanha o futebol paulista no início do ano, sabe o quanto é difícil extrair momentos de bom futebol e boas lições para o resto da temporada. No entanto, a partida entre Ferroviária e Corinthians abriu os olhos de muita gente e não foi por motivos bizarros, pelo contrário, foram 90 minutos de bom futebol, com times preocupados com desempenho e evolução, não com resultado.

Motivados pelas limitações técnicas e financeiras, técnicos de times do interior do estado ou de clubes de menor investimento, optam por serem conservadores nas formações táticas de seus comandados. Não perder é a prioridade.

Entretanto, com o técnico português da Ferroviária, Sérgio Vieira, a história é bem diferente. Jogar futebol é a prioridade, o resultado é uma consequência. Prova disso é o embate de igual para igual contra o Timão de Tite, o melhor técnico do país.

Era o confronto entre o melhor ataque do campeonato contra a melhor defesa, com dois times que gostam da marcação com linhas avançadas e o toque de bola no lugar dos lançamentos com destino aleatório.

Confortável em outras oportunidades, o Corinthians se incomodou com o espelhamento de suas ações e sua defesa sendo testada. A alternativa encontrada por Tite foi aumentar o volume de ataque, que foi baixo nos últimos jogos, mas eficiente como sempre. A opção acabou dando certo, depois de duas vezes atrás do placar, teve de ir buscar o resultado e conseguiu.

Ambos não alteraram seus estilos de jogo, apenas ajustaram variações que não tiraram a essência de suas filosofias. A Ferroviária continua sendo o melhor ataque com dez gols e o time com a melhor média de finalizações certas (7,2). Já o Corinthians continua com a melhor defesa (3 gols sofridos) e a segunda melhor média de desarmes certos por partida (23,8).

O futebol sobrevive por conta de jogos como esse. Duas filosofias semelhantes em realidades completamente opostas. Prova de que é possível jogar bola sem covardia.



  • Kris Anoxika

    Enquanto isso,. Sao Paulo e Palmeiras seguem a rotina de dar vexame.

MaisRecentes

No Brasileirão, Corinthians se dá melhor quando não tem vantagem na posse de bola



Continue Lendo

Aproveitamento do Corinthians na temporada 2017 seria Top 10 na elite da Europa



Continue Lendo

Corinthians é o time que menos (e melhor) utiliza jogadores no Brasileirão-2017



Continue Lendo