Dudu brilha como Craque e Chape domina a Seleção da 14ª Rodada do Brasileirão-2017



Finalmente o Corinthians voltou a tropeçar no Brasileirão, mas continua oito pontos à frente do Grêmio. Embora a distância seja grande, ainda há campeonato interessante no meio da tabela, região em que a disputa tem sido muito acirrada. A Chapecoense que brigava com o São Paulo para se afastar da zona da degola, venceu a partida por 2 a 0, ganhou três posições e dominou a Seleção da 14ª Rodada do Brasileirão-2017. (Veja a Seleção completa na galeria acima)

O time de Chapecó teve quatro representantes entre os melhores da rodada: Douglas Grolli, Fabrício Bruno, Lucas Marques e o técnico Vinícius Eutrópio. O placar positivo contra o Tricolor paulista mostrou uma nova face da equipe para esta fase da temporada.

O Craque da Rodada, porém, veio do Palmeiras. Dudu brilhou na goleada por 4 a 2 sobre o Vitória, no Allianz Parque, e trouxe com ele o lateral-direito Mayke, que também fez grande partida.

Do Corinthians, apesar do empate em 2 a 2 com o Atlético-PR, em casa, também foi representado por dois atletas no selecionado. O artilheiro do campeonato, Jô, e o volante Maycon, que teve atuação praticamente impecável.

Na Arena do Grêmio, o time da casa venceu a Ponte Preta, de virada, por 3 a 1 e o grande destaque foi Lucas Barrios, com dois gols. O volante Ramiro, que tem feito ótima competição, também está na lista.

Completam a Seleção o goleiro Douglas, do Avaí e o lateral-esquerdo Léo, do Fluminense.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Vinícius Eutrópio - Chapecoense

Técnico: Vinícius Eutrópio – Chapecoense

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção:

Douglas – goleiro – Avaí – 7,0

Mais uma excelente atuação do goleiro do Avaí. Fez pelo menos três defesas difíceis e garantiu um empate fora de casa.

Mayke – lateral-direito – Palmeiras – 7,5

Teve atuação bastante segura na defesa, com boa marcação, inclusive pressionando a saída de bola do adversário e foi premiado com um gol.

Douglas Grolli – zagueiro – Chapecoense – 6,5

Travou briga com Pratto pelo espaço na área e levou a melhor. Marcação firme e sólida dentro de um bom sistema defensivo.

Fabrício Bruno – zagueiro – Chapecoense – 6,5

Atuação praticamente perfeita no jogo aéreo, ganhou quase todas pelo alto e se saiu muito bem nas coberturas.

Léo – lateral-esquerdo – Fluminense – 7,0

Apoio constante ao ataque e boa cobertura à defesa. Arriscou um chute, que desviou na zaga e balançou a rede.

Lucas Marques – volante – Chapecoense – 7,5

Foi presença onipresente na marcação pelo meio-campo e ainda auxiliou a zaga nas bolas pelo alto. No fim, marcou gol em chute de fora da área.

Maycon – volante – Corinthians – 7,5

Partidaça do volante corintiana, preciso nas interceptações, auxílio nas dobras de marcação e assistência para Jô quando foi ao ataque.

Ramiro – volante – Grêmio – 7,0

É um dos jogadores mais regulares do campeonato. Se entrega ao time, defende e ataca com a mesma disposição. Deu assistência para Éverton.

Dudu – meia-atacante – Palmeiras – 8,5 (CRAQUE)

Estava faltando uma atuação desse nível para Dudu. Chamou a responsabilidade para si, marcou o gol da virada palmeirense, fez grande jogada no terceiro tento e ainda fez as vezes de centroavante para anotar o quarto do time e o seu segundo no jogo.

Jô – atacante – Corinthians – 8,0

Está em fase grandiosa. Posicionamento, proteção, domínio de bola, passes, finalização… Tudo está dando certo para Jô. Contra o Atlético-PR marcou duas vezes mostrando seu leque de possibilidades quando está próximo ao gol.

Lucas Barrios – atacante – Grêmio – 8,0

Mais um que passa por momento maravilhoso na temporada. Virou o jogo a favor do Grêmio com dois gols na Ponte Preta. Um ao completar passe de Pedro Rocha e outro de pênalti.

Técnico: Vinícius Eutrópio – Chapecoense – 7,0

Propôs um esquema em que calculou a pressão que o São Paulo teria, inclusive “fornecendo” a posse de bola ao adversário. Defesa sustentou a proposta, Eutrópio soube o momento certo de lançar o time ao ataque e conseguiu matar o jogo e o autor do primeiro gol foi justamente Túlio de Melo, que havia acabado de entrar.

 



MaisRecentes

Corintianos e palmeirenses mais assíduos gastaram mais de R$ 1 mil em ingressos no Brasileirão-2017



Continue Lendo

Flu e Bota fecham Brasileirão com rombo e cariocas somaram 47 prejuízos com bilheteria



Continue Lendo

São Paulo é o líder em pênaltis cometidos no Brasileirão-2017; Vasco não teve nenhum a favor



Continue Lendo