Dudu brilha como Craque e Chape domina a Seleção da 14ª Rodada do Brasileirão-2017



Finalmente o Corinthians voltou a tropeçar no Brasileirão, mas continua oito pontos à frente do Grêmio. Embora a distância seja grande, ainda há campeonato interessante no meio da tabela, região em que a disputa tem sido muito acirrada. A Chapecoense que brigava com o São Paulo para se afastar da zona da degola, venceu a partida por 2 a 0, ganhou três posições e dominou a Seleção da 14ª Rodada do Brasileirão-2017. (Veja a Seleção completa na galeria acima)

O time de Chapecó teve quatro representantes entre os melhores da rodada: Douglas Grolli, Fabrício Bruno, Lucas Marques e o técnico Vinícius Eutrópio. O placar positivo contra o Tricolor paulista mostrou uma nova face da equipe para esta fase da temporada.

O Craque da Rodada, porém, veio do Palmeiras. Dudu brilhou na goleada por 4 a 2 sobre o Vitória, no Allianz Parque, e trouxe com ele o lateral-direito Mayke, que também fez grande partida.

Do Corinthians, apesar do empate em 2 a 2 com o Atlético-PR, em casa, também foi representado por dois atletas no selecionado. O artilheiro do campeonato, Jô, e o volante Maycon, que teve atuação praticamente impecável.

Na Arena do Grêmio, o time da casa venceu a Ponte Preta, de virada, por 3 a 1 e o grande destaque foi Lucas Barrios, com dois gols. O volante Ramiro, que tem feito ótima competição, também está na lista.

Completam a Seleção o goleiro Douglas, do Avaí e o lateral-esquerdo Léo, do Fluminense.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Vinícius Eutrópio - Chapecoense

Técnico: Vinícius Eutrópio – Chapecoense

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção:

Douglas – goleiro – Avaí – 7,0

Mais uma excelente atuação do goleiro do Avaí. Fez pelo menos três defesas difíceis e garantiu um empate fora de casa.

Mayke – lateral-direito – Palmeiras – 7,5

Teve atuação bastante segura na defesa, com boa marcação, inclusive pressionando a saída de bola do adversário e foi premiado com um gol.

Douglas Grolli – zagueiro – Chapecoense – 6,5

Travou briga com Pratto pelo espaço na área e levou a melhor. Marcação firme e sólida dentro de um bom sistema defensivo.

Fabrício Bruno – zagueiro – Chapecoense – 6,5

Atuação praticamente perfeita no jogo aéreo, ganhou quase todas pelo alto e se saiu muito bem nas coberturas.

Léo – lateral-esquerdo – Fluminense – 7,0

Apoio constante ao ataque e boa cobertura à defesa. Arriscou um chute, que desviou na zaga e balançou a rede.

Lucas Marques – volante – Chapecoense – 7,5

Foi presença onipresente na marcação pelo meio-campo e ainda auxiliou a zaga nas bolas pelo alto. No fim, marcou gol em chute de fora da área.

Maycon – volante – Corinthians – 7,5

Partidaça do volante corintiana, preciso nas interceptações, auxílio nas dobras de marcação e assistência para Jô quando foi ao ataque.

Ramiro – volante – Grêmio – 7,0

É um dos jogadores mais regulares do campeonato. Se entrega ao time, defende e ataca com a mesma disposição. Deu assistência para Éverton.

Dudu – meia-atacante – Palmeiras – 8,5 (CRAQUE)

Estava faltando uma atuação desse nível para Dudu. Chamou a responsabilidade para si, marcou o gol da virada palmeirense, fez grande jogada no terceiro tento e ainda fez as vezes de centroavante para anotar o quarto do time e o seu segundo no jogo.

Jô – atacante – Corinthians – 8,0

Está em fase grandiosa. Posicionamento, proteção, domínio de bola, passes, finalização… Tudo está dando certo para Jô. Contra o Atlético-PR marcou duas vezes mostrando seu leque de possibilidades quando está próximo ao gol.

Lucas Barrios – atacante – Grêmio – 8,0

Mais um que passa por momento maravilhoso na temporada. Virou o jogo a favor do Grêmio com dois gols na Ponte Preta. Um ao completar passe de Pedro Rocha e outro de pênalti.

Técnico: Vinícius Eutrópio – Chapecoense – 7,0

Propôs um esquema em que calculou a pressão que o São Paulo teria, inclusive “fornecendo” a posse de bola ao adversário. Defesa sustentou a proposta, Eutrópio soube o momento certo de lançar o time ao ataque e conseguiu matar o jogo e o autor do primeiro gol foi justamente Túlio de Melo, que havia acabado de entrar.

 



MaisRecentes

Vinicius Junior é o Craque e Vitória se destaca na Seleção da 21ª Rodada do Brasileirão-2017



Continue Lendo

No Brasileirão, Corinthians se dá melhor quando não tem vantagem na posse de bola



Continue Lendo

Aproveitamento do Corinthians na temporada 2017 seria Top 10 na elite da Europa



Continue Lendo