Em despedida, Júlio César é o Craque e Timão domina a Seleção da 2ª Rodada do Brasileirão



Júlio César é o Craque e Corinthians domina a Seleção da 2ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Montagem/AGIF/Flamengo)

Único 100% no campeonato, o Corinthians parece ainda não ter saído da edição passada da competição e permanece líder após golear o Paraná, fora de casa, por 4 a 0. Não é à toa que o time de Fábio Carille dominou a Seleção da 2ª Rodada do Brasileirão-2018. O Craque porém, não estava na Vila Capanema, mas sim no Maracanã: Júlio César salvou o Flamengo em sua despedida e foi o melhor.

O Timão foi representado por cinco jogadores no selecionado: o lateral-direito Fagner, o lateral-esquerdo Sidcley, o volante Gabriel, o meia Rodriguinho e o atacante Clayson. Todos eles foram decisivos na vitória sobre o Tricolor paranaense.

Além de Júlio César, que deu adeus para a sua carreira de jogador, o Flamengo forneceu o atacante Henrique Dourado, autor dos dois gols de seu time no triunfo sobre o América-MG.

Completam a lista dos melhores dessa 2ª Rodada os zagueiros Pedro Geromel, do Grêmio, e Dedé, do Cruzeiro, o meia-atacante Dudu, do Palmeiras, o atacante Ricardo Oliveira, do Atlético-MG e o técnico Abel Braga, do Fluminense.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Abel Braga – Fluminense – 7,5

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção:

Júlio César – goleiro – Flamengo – 8,0 (CRAQUE)

Em seu jogo de despedida, mostrou o porquê foi um dos melhores do mundo. Fez pelo menos três defesas difíceis que ajudaram e muito a garantir a vitória de sua equipe. Melhor adeus impossível.

Fagner – lateral-direito – Corinthians – 6,5

Apesar das investidas de Silvinho pelo seu lado, foi seguro na marcação e ainda teve tempo para dar uma bela assistência para Clayson marcar.

Pedro Geromel – zagueiro – Grêmio – 7,0

Impecável como de costume, foi peça fundamental para que seu time não fosse vazado diante de um adversário complicado.

Dedé – zagueiro – Cruzeiro – 7,0

Após tantos problemas de lesão, finalmente consegue estabelecer uma sequência de qualidade e se impõe como poucos na zaga. Fez grande partida contra o Fluminense.

Sidcley – lateral-esquerdo – Corinthians – 8,0

Fez sua melhor partida com a camisa do Timão. Grande jogada e assistência para Rodriguinho marcar. Depois anotou o seu em brilhante jogada individual e conclusão. Deu conta da marcação na lateral.

Gabriel – volante – Corinthians – 7,0

Foi um dos que mais desarmaram na rodada (5 vezes) e teve tempo de coroar sua atuação com o um gol no fim.

Dudu – meia-atacante – Palmeiras – 7,0

Decisivo para o Verdão, chamou a responsabilidade e marcou de cabeça um gol de centroavante oportunista. Deu a vitória ao time.

Rodriguinho – meia – Corinthians – 7,0

Mais uma partida de quem faz a diferença. Senso de posicionamento e noção de espaço incríveis. Marcou mais um gol de centroavante. Sem contar o belo passe que deu para Sidcley, no segundo gol do Timão.

Clayson – atacante – Corinthians – 7,0

Entrou quando o jogo estava 2 a 0 e transformou o placar em goleada. Primeiro marcando um gol após cruzamento de Fagner, depois deu passe para Gabriel fechar a conta.

Ricardo Oliveira – atacante – Atlético-MG – 8,0

Incansável e sempre decisivo, o centroavante do Galo mostrou que é diferenciando com um belo gol de cabeça, e ainda roubou bola do zagueiro e deu assistência para Róger Guedes ampliar.

Henrique Dourado – atacante – Flamengo – 7,5

Marcou os dois gols da vitória do Fla. O primeiro de muito oportunismo, no segundo pau, já o segundo foi de pênalti, que é garantia de bola na rede.

Técnico: Abel Braga – Fluminense – 7,5

Com um jogador a menos durante boa parte do jogo, fez seu time compensar a desvantagem dentro de campo e ainda abrir o placar. Como se não bastasse, segurou o resultado até o fim. Grande atuação do Flu.



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo