Corinthians encaminha título e é maioria na Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2017



Falta apenas uma vitória para o Corinthians confirmar o título brasileiro que está em suas mãos há muitos meses. E o caminho para isso ficou mais fácil após vencer o Avaí por 1 a 0 no último sábado. Embora o adversário não tenha sido dos melhores, os corintianos confirmaram o favoritismo e foram maioria na Seleção da 34ª Rodada do Brasileirão-2017.

Quatro personagens do Timão estão no selecionado: o lateral-direito Fagner, o zagueiro Balbuena, o lateral-esquerdo Guilherme Arana e o técnico Fábio Carille. Coincidentemente algumas das peças mais regulares do time ao longo do campeonato.

O Craque da Rodada, porém, veio do jogo entre Palmeiras e Flamengo, no Allianz Parque. O Verdão venceu por 2 a 0, com dois gols do atacante Deyverson, justamente o melhor da rodada de acordo com as notas atribuídas pelo LANCE!. Além dele, o volante Tchê Tchê é outro palmeirense a integrar a lista de melhores.

Quem também se destacou foi o São Paulo, que colocou dois atletas na Seleção. O goleiro Sidão, que salvou o time mais uma vez, e o zagueiro Arboleda, que ajudou a garantir o empate em 1 a 1 com o Vasco.

Completam o selecionado o meia-atacante Arthur Caíke, da Chapecoense, o meia Thiago Neves, do Cruzeiro,  e os atacantes Edigar Junio, do Bahia e Robinho, do Atlético-MG.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção:

Sidão – goleiro – São Paulo – 6,5

Mais uma vez foi fundamental para o Tricolor com pelo menos duas defesas importantes que garantiram um empate fora de casa.

Fagner – lateral-direito – Corinthians – 7,0

Voltou a jogar bem também no ataque. Teve fôlego para ir e voltar, criando algumas das melhores chances do time. Importante na vitória.

Arboleda – zagueiro – São Paulo – 7,5

Tem melhorado a cada jogo, ganhando bolas no jogo aéreo e impondo suas boas antecipações por baixo. Foi essencial para que o seu time pudesse sair do Rio de Janeiro com um ponto.

Balbuena – zagueiro – Corinthians – 7,0

Foi tudo que um time que tem linhas de marcação altas pode querer: preciso nas antecipações e nas saídas de bola. É o defensor mais regular do campeonato.

Guilherme Arana – lateral-esquerdo – Corinthians – 7,5

Demonstrou o porquê de ser cotado como um dos melhores jogadores do Brasileirão. Voltou a ter boa apresentação coroada com assistência para o gol de Kazim.

Tchê Tchê – volante – Palmeiras – 7,0

Atuação de alto nível, lembrando seu desempenho de 2016. Esteve próximo de quase todos os lances, desarmou com eficiência e ainda saiu para atacar. Um dos melhore do time contra o Flamengo.

Arthur Caíke – meia – Chapecoense – 7,0

Conseguiu fugir da marcação em quase todas as suas oportunidades, levou perigo à defesa santista e foi muito esperto ao sair de Lucas Veríssimo e marcar o seu gol que decretou a vitória.

Thiago Neves – meia – Cruzeiro – 7,5

O melhor do jogo na vitória sobre o Fluminense. Participou dos três tentos de seu time na partida, com duas assistências e um gol.

Edigar Junio – atacante – Bahia – 8,0

Marcou nove dos últimos 15 gols de seu time no Brasileirão. Os dois últimos no empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, em casa. Tem sido o melhor jogador do Bahia e é um dos responsáveis pela boa fase.

Robinho – atacante – Atlético-MG – 8,0

Tem mostrado que ainda tem muita lenha para queimar. Marcou duas vezes no empate em 2 a 2 com o Bahia, sendo que o segundo foi um golaço.

Deyverson – atacante – Palmeiras – 8,0 (CRAQUE)

Muito contestado pela torcida palmeirense, marcou os dois gols da vitória de seu time sobre o Flamengo. Embora tenha errado muitas coisas durante a partida, foi decisivo ao dar os três pontos ao Verdão.

Técnico: Fábio Carille – Corinthians – 7,0

Mostrou os motivos pelos quais seu time é campeão e ele é o melhor técnico da competição. Na hora da decisão venceu jogos importantes e impôs o favoritismo contra o Avaí no estilo que deu ao Timão a liderança por mais de 30 rodadas.



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo