Corinthians e Palmeiras lideram bilheteria e faturam um terço da renda do Brasileirão



Embora a disputa pela liderança do Brasileirão, no momento, seja com o rival Santos, durante algumas rodadas o principal concorrente dos palmeirenses foi o Corinthians, com quem continua dividindo o topo do ranking de bilheteria do campeonato.

Timão e Verdão lideram, com grande vantagem, nos quesitos melhor média de público e melhor média de renda. Enquanto no número de pagantes por jogo os alvinegros estão na frente, nas receitas os alviverdes despontam. Veja nas listas:

Médias de público e renda até a 20ª Rodada do Brasileirão-2016

Médias de público e renda até a 20ª Rodada do Brasileirão-2016

Já no quesito renda líquida (lucro com a bilheteria do jogo), o Palmeiras também lidera, com vantagem considerável em relação ao Corinthians que, por sua vez, está muito à frente dos demais. Observe no quadro:

Palmeiras lidera o ranking de rendas líquidas do BR-16

Palmeiras lidera o ranking de rendas líquidas do BR-16

A dianteira do Verdão pode ser explicada pelo preço médio do ingresso cobrado pelo clube em suas partidas como mandante, que é sete reais mais caro que o do Timão, como mostra a lista:

Preço médio do ingresso de cada clube no Brasileirão-16

Preço médio do ingresso de cada clube no Brasileirão-16

Juntos, Palmeiras e Corinthians formam uma potência de arrecadação nas bilheterias. Somadas as rendas brutas totais dos dois, já são quase R$ 40 milhões faturados em jogos como mandantes na competição, o que representa mais de um terço da renda total do campeonato. Confira os números e o gráfico:

Corinthians + Palmeiras = R$ 38.691.450,00
Outros 18 clubes do BR-16 = R$ 67.828.280,00

Em destaque a proporção da renda de Corinthians e Palmeiras em relação ao total do campeonato

Em destaque a proporção da renda de Corinthians e Palmeiras em relação ao total do campeonato



MaisRecentes

Entre as finalistas da Copa, Inglaterra foi a mais ‘artilheira’ da última temporada europeia



Continue Lendo

Jogadores batem recorde e pulverizam marcas de velocidade da Copa de 2014



Continue Lendo

O boi de piranha, a ótima geração e as falhas: a eliminação do Brasil pela Bélgica



Continue Lendo