Com show de Copete, Atlético-MG e Chapecoense se destacam na Seleção da 35ª Rodada do Brasileirão



Confira a Seleção da 35ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Confira a Seleção da 35ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Pela segunda vez neste Brasileirão os visitantes pontuaram mais do que os mandantes em uma rodada. Somente Santos e Coritiba venceram como mandantes, os outros oito não conseguiram levar vantagem pelo fator casa. Bom para o Peixe, que contou com o brilho de Copete, o Craque da 35ª Rodada, para diminuir a vantagem para o líder Palmeiras.

O atacante colombiano marcou duas vezes e ainda sofreu o pênalti que Ricardo Oliveira converteu para bater o Vitória por 3 a 2, na Vila Belmiro. O resultado deixou os santistas a quatro pontos do Verdão, que conseguiu um importante ponto no empate frente ao Atlético-MG, graças ao gol de Gabriel Jesus, que desde setembro não marcava pelo clube.

Adversário difícil, o Galo pressionou o tempo inteiro, mas só no segundo tempo alcançou a igualdade após passe preciso de Robinho e gol de oportunismo de Lucas Pratto, que acabara de entrar. Victor, com defesas espetaculares, garantiu o empate e não deixou o Alviverde arrancar os três pontos no Independência.

Outro grande resultado da rodada foi a vitória da Chapecoense sobre o Botafogo, fora de casa. O mandante vinha de uma sequência de sete jogos sem perder no campeonato, mas se deparou com uma defesa bem armada por Caio Junior e destaques como Neto, na zaga, e Sergio Manoel, que além de marcar muito, anotou um golaço em contra-ataque.

Completam a Seleção da 35ª Rodada o lateral-direito Fagner, do Corinthians, o zagueiro Antonio Carlos, da Ponte Preta, o lateral-esquerdo Jorge, do Flamengo e o meia Douglas, do Grêmio.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira as notas e o desempenho de cada integrante:

Victor – goleiro – Atlético-MG – 7,5

Fez, pelo menos, duas defesas impressionantes que salvaram o Galo de uma derrota em casa.

Fagner – lateral-direito – Corinthians – 6,5

Voltou da Seleção e teve uma atuação correta, sem sustos, foi só sair e o Timão levou o empate.

Neto – zagueiro – Chapecoense – 7,0

Mais uma boa partida do zagueiro no campeonato, contra o Botafogo foi praticamente impecável e ajudou a assegurar a vitória.

Antonio Carlos – zagueiro – Ponte Preta – 6,5

Em jogo tenso, contra o Internacional, marcou o gol de empate e valorizou ponto grandioso foram de casa.

Jorge – lateral-esquerdo – Flamengo – 6,5

Destoou do time, sempre bem nas ações ofensivas buscando o jogo, deu o cruzamento que originou o gol da vitória.

Sergio Manoel – volante – Chapecoense – 7,0

Além de marcar forte e evitar a criação botafoguense, anotou o seu gol em contra-ataque brilhante e sacramentou a vitória.

Douglas – meia – Grêmio – 7,5

Jogou com liberdade e lucidez na tentativa de distribuir as jogadas. Em uma delas deu passe para Ramiro empatar a partida.

Robinho – atacante – Atlético-MG – 7,5

Sempre um terror para as defesas, flutuou por todo o campo procurando espaços e teve êxito na ótima assistência para gol de Pratto.

Copete – atacante – Santos – 9,0 (CRAQUE)

Foi decisivo pela terceira partida consecutiva. Brilhou contra o Vitória com dois gols e o pênalti sofrido, convertido por Ricardo Oliveira. Essencial para mais uma vitória santista.

Gabriel Jesus – atacante – Palmeiras – 7,5

Quebrou o jejum de dois meses sem marcar com a camisa do Verdão. Anotou gol importantíssimo e ajudou seu time a dar mais um passo rumo ao título.

Lucas Pratto – atacante – Atlético-MG – 7,5

Argentino está iluminado. Voltou da seleção com um gol na conta e, logo após entrar no duelo contra o Palmeiras, marcou um belo tento de empate.

Técnico: Caio Junior – Chapecoense – 7,0

Armou um time bastante equilibrado e sólido para enfrentar o forte Botafogo, fora de casa. Matou as principais jogadas do adversário e soube ajustar os contra-ataques para definir a partida.



  • Antônio Billar

    E o Moisés ?
    É o melhor jogador do campeonato e comeu a bola ontem.

MaisRecentes

No Brasileirão, Corinthians se dá melhor quando não tem vantagem na posse de bola



Continue Lendo

Aproveitamento do Corinthians na temporada 2017 seria Top 10 na elite da Europa



Continue Lendo

Corinthians é o time que menos (e melhor) utiliza jogadores no Brasileirão-2017



Continue Lendo