Com brilho de Neilton, Santos, Atlético-MG e Fluminense dominam a Seleção da 17ª rodada do BR-16



Seleção da Rodada - Brasileirão 17ª Rodada

Confira a Seleção da 17ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Após oito rodadas, a liderança do Brasileirão-2016 mudou de mãos. A posição que parecia não sair do controle do Palmeiras foi passada ao Corinthians, que venceu o Internacional por 1 a 0, fora de casa. No entanto, aquilo que tirou o Verdão da ponta foi a derrota para o Botafogo, com atuação de gala de Neilton, Craque da Rodada e comandado com maestria por Ricardo Gomes.

Quem também ultrapassou o Palmeiras foi o Santos, que venceu o Cruzeiro, na Vila Belmiro, por 2 a 0, placar construído com participação essencial dos laterais do Peixe: Victor Ferraz, pela direita, e Caju, pela esquerda.

Outro time que chega forte para a briga é o Atlético-MG, que atropelou o Santa Cruz por 3 a 0, no Independência. Resultado que contou com Robinho e Fred em noite inspirada, além de Leonardo Silva garantindo a segurança na zaga.

Em outro setor da tabela, o Fluminense bateu a Ponte Preta por 3 a 0, favorecido pelos desempenhos acima da média de Cícero e Gustavo Scarpa, responsáveis diretos pela vitória do Flu.

Já no jogo de maior público da rodada (54.996 pagantes) e, até aqui, do campeonato, o São Paulo foi buscar o empate contra a Chapecoense, graças aos dois gols do peruano Cueva e às defesas de Denis, que evitou o pior. A Chape, por sua vez, teve na figura do zagueiro William Thiego uma boa atuação.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira as notas e o desempenho de cada um dos integrantes:

Denis – goleiro – São Paulo – 7,0

Outra grande atuação do goleiro são-paulino que, aliás, vive boa fase. Fez duas ótimas defesas no fim da partida que evitaram a derrota do Tricolor em casa.

Victor Ferraz – lateral-direito – Santos – 7,0

Boa partida de Victor Ferraz em ambos os setores de atuação, com destaque para as chegadas de linha de fundo, em uma delas originou o gol contra de Lucas.

William Thiego – zagueiro – Chapecoense – 7,0

Foi firme na grande maioria das divididas e das antecipações na defesa. Além disso, foi ao ataque para marcar gol de cabeça, após cobrança de falta.

Leonardo Silva – zagueiro – Atlético-MG – 7,0

Não deu a menor chance aos atacantes do Santa Cruz, principalmente Grafite, que não conseguiu jogar. Foi responsável também por sair bem com a bola a partir do campo de defesa.

Caju – lateral-esquerdo – Santos – 7,0

Dessa vez conseguiu equilibrar sua atuação ofensiva e defensiva, passou ileso de comprometer o placar. Deu grande assistência para Vitor Bueno marcar o primeiro gol do Peixe.

Cícero – volante – Fluminense – 7,5

Vive fase artilheira na temporada, dessa vez marcando duas vezes e, praticamente, sacramentando a vitória do Flu contra a Ponte Preta. Tem grande senso de posicionamento e conhece os atalhos.

Gustavo Scarpa – meia – Fluminense – 8,0

Mais um jogador que faz ótima temporada pelo Flu. Participou dos três lances de gol da partida, arriscou boas jogadas de ataque e dá toque de qualidade raro na equipe.

Cueva – meia – São Paulo – 7,5

Talvez um dos poucos são-paulinos a assumir a responsabilidade e ter personalidade para tentar reverter o placar. Foi premiado com dois gols, um deles de pênalti, e garantiu pelo menos um ponto ao Tricolor.

Robinho – atacante – Atlético-MG – 7,5

Está jogando o fino da bola, repetiu e aperfeiçoou a atuação que teve contra o Palmeiras. Marcou o seu gol e participou diretamente dos outros dois. Bem fisicamente, é praticamente impossível pará-lo.

Neilton – atacante – Botafogo – 8,5

Disparado o melhor da rodada. Acabou com a defesa palmeirense com dribles desconcertantes tanto na direita quanto na esquerda. Fez dois belos gols, principalmente o segundo ao deixar Jean e Edu Dracena na saudade.

Fred – atacante – Atlético-MG – 7,5

Ao lado de Pratto, fez valer a aposta de Marcelo Oliveira e se movimentou por todos os setores do ataque dando dinâmica ao jogo. Em uma das grandes tabelas com Robinho, recebeu na cara do gol para deixar o seu.

Técnico: Ricardo Gomes – Botafogo – 7,5

Não conta com grandes nomes em seu elenco, mesmo assim arma o time dentro das limitações oferecidas e está longe de fazer feio. Contra o Palmeiras, nem parecia que enfrentava o então líder da competição. Explorou os erros crassos do adversário e matou o jogo quando quis. Equipe sobrou durante os 90 minutos.



  • Johnny Matheus

    Scarpa mito😉

MaisRecentes

No Brasileirão, Corinthians se dá melhor quando não tem vantagem na posse de bola



Continue Lendo

Aproveitamento do Corinthians na temporada 2017 seria Top 10 na elite da Europa



Continue Lendo

Corinthians é o time que menos (e melhor) utiliza jogadores no Brasileirão-2017



Continue Lendo