Com aproveitamento de ‘Z4’ em 2016, São Paulo perde para sua própria irregularidade



Bauza terá que quebrar a cabeça para resolver irregularidade do São Paulo (Foto: Raul Arboleda)

Bauza terá que quebrar a cabeça para resolver irregularidade do São Paulo (Foto: Raul Arboleda)

Não deu para o São Paulo na Copa Libertadores, mesmo com influência decisiva da arbitragem, o páreo era duro demais para a equipe do Morumbi superar. O Atlético Nacional mostrou-se ser mais time, mais preparado, mais merecedor. Fato é que este momento vem sendo construído desde o início da temporada com doses cavalares de irregularidade.

No entanto o ano não acabou para o clube e isso pode pesar tanto para o bem quanto para o mal. Por um lado foi demonstrado que o elenco tem brios para encarar uma competição de mata-mata, mesmo com a perda de jogadores. Já por outro lado há mais 24 rodadas de um campeonato de pontos corridos a serem disputadas, formato que pode ser fatal para as aspirações de um time de perfil extremamente inconstante.

Neste ano, das 22 partidas em que atuou fora de casa, o Tricolor venceu apenas duas (Botafogo e Cruzeiro, ambas no Brasileiro). De resto, os números são terríveis: dez derrotas e dez empates. Aproveitamento de 24,2% dos pontos disputados.

Mas o aproveitamento não é ruim somente longe de seus domínios, a porcentagem de pontos conquistados é de time candidato ao rebaixamento. Até aqui, em 44 jogos oficiais, o São Paulo venceu 17, perdeu 16 e empatou 11, o que representa 47% dos pontos disputados, o terceiro pior retrospecto entre as equipes de Série A em 2016. Veja no quadro:

Aproveitamento dos clubes de Série em jogos oficiais em 2016

Aproveitamento dos clubes de Série em jogos oficiais em 2016

Se compararmos a tabela acima com a classificação do Brasileirão, veremos que dos cinco piores aproveitamentos, somente o São Paulo (em 8º lugar) não ocupa a zona de rebaixamento do campeonato.

Sem Calleri e Ganso, ambos de saída, com o peso da eliminação do torneio continental e um restrospecto desfavorável, Bauza terá de tentar corrigir a irregularidade de seu time nos próximos meses, evitar um possível fracasso no Brasileiro, apostar na Copa do Brasil e mostrar que a arbitragem é apenas um entre os tantos motivos que levaram à desclassificação.

A hora agora é de reconhecer os próprios erros.



MaisRecentes

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo