Campeões do ano, Corinthians, Grêmio e Cruzeiro têm as melhores defesas da temporada



Carille, Renato e Mano Menezes montaram as melhores defesas do país e levaram os títulos mais importantes do ano (Foto: Montagem)

Como pouco tem acontecido nos últimos anos, a meritocracia falou mais alto nas conquistas brasileiras em 2017. Corinthians (Brasileirão), Grêmio (Libertadores) e Cruzeiro (Copa do Brasil) levantaram suas taças com méritos, foram superiores em cada torneio que venceram e ostentam, em média, as melhores defesas do Brasil na temporada.

Pois é, os times que menos costumam ser vazados são aqueles que foram campeões e, como vimos, não foi à toa. Além disso, são três das seis equipes que não trocaram de treinador em 2017 (as outras três foram Avaí, Botafogo e Fluminense). Evidentemente o trabalho longo foi fundamental na implementação do estilo de jogo e, principalmente, na organização de cada um.

Fábio Carille está no Corinthians há muitos anos, clube em que há uma filosofia de jogo e de trabalho há algumas temporadas, trabalho iniciado por Mano Menezes, aperfeiçoado por Tite e reaproveitado com maestria pelo atual treinador. Todos esses comandantes priorizam a excelência do setor defensivo  e o equilíbrio da equipe em detrimento de um ataque poderoso ou de apostas em individualidades. Os resultados todos conhecem. Na temporada o Timão sofreu 46 gols em 67 partidas, média de 0,69 gol sofrido por partida.

O Grêmio campeão havia sido projetado por Roger Machado e foi elevado de patamar com Renato Gaúcho, que uniu todos os fios soltos deixados pela gestão anterior e deu um toque de qualidade que coloca em campo o melhor futebol do país, superior até mesmo ao auge de Tite no Corinthians. Se dispusesse de um elenco mais qualificado e mais homogêneo, Renato poderia ter ficado também com Brasileiro ou Copa do Brasil. Na temporada o Tricolor gaúcho sofreu 61 gols em 76 jogos, média de 0,80 gol sofrido por partida.

Mano Menezes, no Cruzeiro, também ostenta um trabalho longevo, desde o ano passado no comando do time. O treinador, caracterizado por ser um especialista em montagem de defesas, conseguiu fazer dos mineiros uma das equipes mais equilibradas do ponto de vista defensivo, principalmente se observarmos as constantes trocas na zaga, mesmo assim o sistema acabou funcionando. Levou para casa a Copa do Brasil e vai terminar o Brasileirão entre os primeiros colocados. Na temporada a Raposa sofreu 62 gols em 73 jogos, média de 0,85 gol sofrido por partida.

É importante ressaltar que não é pelo fato de essas equipes terem boas defesas que os ataques ficam em segundo plano. Pelo contrário. Grêmio (117) e Cruzeiro (102) passaram dos cem gols na temporada, e o Corinthians (86), mesmo que não tenha chegado a tanto, foi talvez a equipe mais eficiente do ponto de vista ofensivo. O mérito é ter um time organizado, que seja difícil de ser batido e vazado, que erre pouco, que não dê muitas chances para o adversário. Dentro desses conceitos e podendo contar com respaldo dentro e fora de campo, ser campeão é “apenas” consequência de um baita trabalho.

Veja a lista das melhores defesas da temporada entre os clubes de Série A, em média:

Melhores defesas da temporada, em média, entre os clubes de Série A



MaisRecentes

Trunfo na temporada, Corinthians foi o melhor visitante entre os clubes de Série A em 2017



Continue Lendo

Flamengo fecha 2017 como o melhor ataque do Brasil; Palmeiras tem a maior média de gols



Continue Lendo

Joel Carli e Coritiba são os campeões dos cartões por reclamação no Brasileirão; veja lista



Continue Lendo