A cada dez jogos de clubes de Série A em 2018, três tiveram prejuízo com bilheteria



Botafogo tem dez partidas com prejuízo em dez jogos nacionais como mandante na temporada 2018 (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)

Enquanto clubes como Corinthians e Palmeiras nadam de braçada quando o assunto é renda e público em suas arenas, há aqueles que sofrem para ver o saldo positivo no borderô de suas partidas em casa. Tanto é que 30,5% dos jogos dos clubes de Série A em 2018 tiveram prejuízo com bilheteria. Na conta, que exclui os jogos por competições continentais, pois não estão disponíveis os números necessários, o Botafogo é o único que não teve lucro atuando como mandante.

Das 291 partidas oficiais disputadas pelos clubes de Série A no Brasil, 31 foram internacionais, 259 têm seus borderôs conhecidos e 79 tiveram prejuízo com bilheteria, o que representa 30,5% do total de jogos nacionais. Dado bastante significativo se pensarmos que a cada dez duelos, três têm resultado negativo.

O recordista de prejuízos entre os que disputam a Série A do Brasileirão é o Ceará que, até aqui, tem 13 jogos com renda líquida negativa, somando estadual, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileirão. Atrás do Vozão está o Botafogo, que ainda não teve lucro em suas dez partidas nacionais em casa. O Fluminense também acumula 11 prejuízos, mas já teve resultados positivos.

No Brasileirão, dos 59 borderôs conhecidos, 16 apresentaram prejuízo (27,1%), cinco deles somente na 5ª Rodada, o que significa que metade das partidas não teve lucro nessa jornada. Botafogo (3), Vasco (3), América-MG (3), Atlético-PR (2) e Fluminense (2) são os campeões do prejuízo na competição até aqui.

Clubes com prejuízos em jogos nacionais na temporada 2018

*O Vasco teve dois jogos com portões fechados que obviamente causaram prejuízo na bilheteria



MaisRecentes

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo

Mesmo sem estar com a barriga cheia, Palmeiras parece não ter fome em 2019



Continue Lendo