Botafogo vence clássico e domina a Seleção da 33ª Rodada do Brasileirão-2018



Botafogo bateu o Flamengo por 2 a 1 e levou quatro personagens para a Seleção da 33ª Rodada (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Quanto mais perto do fim do campeonato, mais perto o Palmeiras está de conquistar o título, no entanto seus adversários ainda não desistiram da perseguição ao líder. Internacional e Flamengo, apesar de tropeços, permanecem brigando pelo objetivo principal. Apesar disso, o destaque do final de semana foi o Botafogo, que bateu o Fla por 2 a 1 e dominou a Seleção da 33ª Rodada do Brasileirão-2018.

A vitória do Bota sobre o rival em clássico no Nilton Santos não foi uma surpresa diante da boa atuação do time mandante, principalmente do zagueiro Igor Rabello, do atacante Erik, e do meia Léo Valencia, Craque da 33ª Rodada, além do técnico Zé Ricardo. Todos eles representam o time no selecionado.

Outro destaque foi o clássico baiano entre Vitória e Bahia, no Barradão. O empate em 2 a 2 teve como personagens principais o lateral-esquerdo Marcelo Benitez, e o atacante Léo Ceará, do Rubro-Negro, e o meia-atacante Ramires, do Tricolor. Os três estão entre os melhores da rodada.

Completam a lista o goleiro Marcelo Lomba, do Internacional, o lateral-direito Léo Moura, do Grêmio, o zagueiro Thiago Heleno, do Atlético-PR, e os volantes Ralf, do Corinthians, e Elias, do Atlético-MG.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Zé Ricardo – Botafogo – 7,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 33ª Rodada:

Marcelo Lomba – goleiro – Internacional – 7,0

Fez pelo menos duas grandes defesas que impediram que o Inter saísse de Fortaleza mais longe da briga pelo título. Salvou.

Léo Moura – lateral-direito – Grêmio – 7,0

Teve grande atuação diante do Vasco, coroada com a bela e precisa assistência para o gol de Jael, empatando o jogo.

Thiago Heleno – zagueiro – Atlético-PR – 7,0

Diante de um ataque poderoso como o do Cruzeiro, conseguiu neutralizar quase todas as jogadas perigosas e ajudar a garantir o placar.

Igor Rabello – zagueiro – Botafogo – 7,0

Foi um gigante na zaga botafoguense, jogando por ele e por seus companheiros que acabaram vacilando no clássico. Grande partida.

Marcelo Benítez – lateral-esquerdo – Vitória – 7,0

Deu assistência para os dois gols de seu time no empate em 2 a 2 no clássico contra o Bahia. Decisivo no resultado.

Ralf – volante – Corinthians – 7,5

Talvez tenha feito sua melhor partida desde o retorno ao clube. Marcou um belo gol que abriu o placar, mas foi ainda melhor dominando o seu setor.

Elias – volante – Atlético-MG – 7,0

Teve espaço para fazer suas infiltrações corriqueiras e em uma delas aproveitou para fazer um golaço e abrir o placar contra o Palmeiras.

Léo Valencia – meia – Botafogo – 8,0 (CRAQUE)

Foi o grande nome da rodada. Não foi ‘achado’ pela marcação do Flamengo e jogou livre. Primeiro deu uma assistência magistral para Erik abrir o placar, depois marcou um gol olímpico para ampliar o placar contra o rival. Partidaça.

Erik – atacante – Botafogo – 7,0

Ao lado de Valencia, foi responsável direto pela boa atuação do Bota sobre o Flamengo. Sempre em boas condições, recebeu bolas para partir em velocidade. Em uma delas marcou gol e poderia ter feito mais.

Ramires – meia-atacante – Bahia – 7,5

Marcou o gol de empate no clássico contra o Vitória, no Barradão. Antes disso, deu assistência para o gol de Nilton, o primeiro do Bahia no jogo.

Léo Ceará – atacante – Vitória – 8,0

Anotar dois gols em um Ba-Vi não é para qualquer um, e Léo Ceará conseguiu entrar para essa história, colocando seu time duas vezes à frente do placar. Mesmo assim não conseguiu garantir o triunfo.

Técnico: Zé Ricardo – Botafogo – 7,0

Seu time não era o favorito no clássico, mas jogou como tal, ditou o ritmo da partida, conseguiu neutralizar as ações do Flamengo, e matou o jogo em duas jogadas de brilhantismo individual no ataque. Conquistou a maior vitória, em importância, da 33ª Rodada



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo