Botafogo, Flamengo e Santos são os destaques da Seleção da 33ª Rodada do Brasileirão-2016



Confira a Seleção da 33ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

Na rodada que mais teve empates (6) neste Brasileirão, os maiores destaques foram os goleiros. Um deles, porém, foi acima da média e ficou com o posto de Craque da 33ª Rodada. Trata-se de João Ricardo, do América-MG, que fechou o gol com defesa incríveis e evitou que o São Paulo vencesse no Independência, mesmo com boa atuação do lateral-esquerdo Mena.

Entre as igualdades, chamou a atenção o 2 a 2 entre Atlético-MG e Flamengo, disputa direta pelas primeiras posições que levou três personagens à Seleção. Do Rubro-Negro, a dupla Diego e Guerrero participaram dos gols de sua equipe e garantiram o empate no Mineirão, já do Galo o atacante Robinho, que também teve participação nos dois gols de seu time.

O único dos primeiros colocados do Brasileirão a vencer nessa rodada foi o Santos, que enfrentou o líder do campeonato. No clássico contra o Palmeiras, o impressionante Renato e o colombiano Copete, autor do gol da vitória, estão no selecionado.

Apesar de se tratar de outro empate, o duelo entre Botafogo e Coritiba forneceu a dupla de botafoguenses Alemão e Joel Carli, e o zagueiro Walisson Maia, do Coxa, à Seleção.

Completam o grupo de melhores da rodada o atacante Marinho, do Vitória, e o técnico Paulo Autuori, do Atlético-PR.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira as notas e o desempenho de cada integrante:

João Ricardo – goleiro – América-MG – 8,0

Grande nome da rodada, foi bombardeado pelo ataque são-paulino e fez sete defesas na partida. Não fosse por ele, seu time teria perdido os três pontos. Seu desempenho não é de goleiro de time próximo do rebaixamento. Pelo contrário.

Alemão – lateral-direito – Botafogo – 7,0

Terceira vez consecutiva que aparece entre os melhores da rodada. Mais uma partida consistente nos dois setores de atuação. Bem na defesa e participativo no ataque.

Joel Carli – zagueiro – Botafogo – 7,0

Sólido e combativo, se posiciona muito bem, levando vantagem na maioria das jogadas aéreas e no solo, mesmo quando o adversário é mais rápido. Peca pelo excesso de cartões.

Walisson Maia – zagueiro – Coritiba – 7,0

Jogou sem brincadeiras, foi um dos que mais rebateu bolas na rodada. Neutralizou o versátil ataque do Botafogo e ajudou o Coxa a sair do Rio com um ponto.

Mena – lateral-esquerdo – São Paulo – 6,5

Foi dos poucos que se salvaram na derrota para o América-MG. Criou boas jogadas pela esquerda e deu, pelo menos, três cruzamentos precisos para os companheiros.

Renato – volante – Santos – 7,5

Impressionante o que tem jogado. Controla o jogo da maneira que quer, faz inversões de bola perfeitas e domina a intermediária de modo a não passar sufoco.

Diego – meia – Flamengo – 7,5

Junto com Guerrero, tem sido o diferencial do time nessa fase de oscilação. Marcou o primeiro gol e participou do segundo, o de empate no Mineirão.

Marinho – atacante – Vitória – 7,0

Outro que mesmo com o time em má fase atua acima da média. Foi responsável pela assistência de um gol e marcou o seu em jogada de habilidade dentro da área do Fluminense.

Copete – atacante – Santos – 7,5

Marcou mais uma vez o gol da vitória do Santos em um clássico, dessa vez contra o Palmeiras. Mesmo contestado por parte da torcida, vai encontrando seus espaços e decidindo.

Robinho – atacante – Atlético-MG – 7,5

É daqueles jogadores que mostram, jogo a jogo, estar em outro patamar de futebol. Ainda faz a diferença. Marcou gol de pênalti e deu grande assistência para Lucas Pratto anotar o segundo do Galo contra o Flamengo

Guerrero – atacante – Flamengo – 7,5

Contra o Galo, repetiu a boa atuação que teve diante do Corinthians. Nessa rodada, no entanto, marcou apenas um gol e deu assistência para o gol de Diego, que abriu o placar no Mineirão.

Técnico: Paulo Autuori – Atlético-PR – 7,0

Se tornou tarefa quase impossível derrotar o Atlético-PR na Arena da Baixada. Apenas o Palmeiras venceu por lá. Em que pese a campanha ruim fora de casa, se garante como mandante e até aqui tem dado resultado, já que está no G6 do Brasileirão. Trabalho de Autuori é muito bom, mesclando jovens e experientes. Contra o Cruzeiro teve vitória segura e garantiu mais três pontos na campanha.



MaisRecentes

Fred dispara na artilharia entre clubes da Série A em 2017; Veja o goleador de cada equipe



Continue Lendo

Lucas e Neymar lideram artilharia entre brasileiros, e Messi dispara no ranking geral da Europa



Continue Lendo

Palmeiras quebra tabu na Vila e domina a Seleção da 9ª Rodada do Paulistão-2017



Continue Lendo