Botafogo, Corinthians e Cruzeiro dominam a Seleção da 5ª Rodada do Brasileirão-2018



Botafogo, Corinthians e Cruzeiro dominaram a Seleção da 5ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Montagem/Botafogo/RM/Fotoarena)

Três clássicos foram disputados na rodada: o Corinthians venceu o Palmeiras em casa, o Botafogo bateu o Fluminense no Nilton Santos e o Grêmio empatou sem gols, na Arena, com o Internacional. Os duelos de São Paulo e do Rio de Janeiro levaram jogadores para a Seleção da 5ª Rodada do Brasileirão-2018, mas nenhum dos times, isoladamente, foi dominante, tanto é que o Craque foi o uruguaio Arrascaeta, do Cruzeiro.

O Timão, que venceu o Verdão por 1 a 0, foi representado pelos grandes destaques da partida: o meia Rodriguinho e o atacante Pedrinho, que realmente fizeram a diferença. Já o Bota, que bateu o Flu por 2 a 1, levou o goleiro Jefferson e o lateral-direito Marcinho, responsáveis diretos pela manutenção e construção do placar.

Já a Raposa, além de fornecer o Craque da 5ª Rodada após vencer o Sport, no Mineirão, por 2 a 0, teve o zagueiro Dedé, novamente em grande fase, na lista dos melhores. O meia e o defensor foram os autores dos gols do triunfo.

Completam o selecionado o zagueiro Bremer, do Atlético-MG, o lateral-esquerdo Giovanni, do América-MG, o volante Canteros, da Chapecoense, os atacantes Gabriel, do Santos, e Edigar Junio, do Bahia. Além do técnico Gilson Kleina, da Chape.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Gilson Kleina – Chapecoense – 7,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 5ª Rodada:

Jefferson – goleiro – Botafogo – 8,0

Fechou o gol no clássico e foi responsável por garantir o placar diante de artilharia pesada do Fluminense, que era melhor no jogo.

Marcinho – lateral-direito – Botafogo – 7,0

Decisivo, deu assistência para os dois gols do Bota contra o Flu. Uma para Lindoso e outra para Kieza sacramentar o placar.

Bremer – zagueiro – Atlético-MG – 7,0

Marcou um um gol importantíssimo ao empatar o placar com o Atlético-PR e mudar o cenário da partida que foi vencida pelo Galo.

Dedé – zagueiro – Cruzeiro – 7,5

Depois de tudo o que passou, vem em uma fase extraordinária, mantendo o nível alto da melhor defesa do país em 2018. Marcou o gol que abriu o placar contra o Sport.

Giovanni – lateral-esquerdo – América-MG – 7,5

Em dois lances fez as vezes de atacante dentro da área e marcou duas vezes para abrir vantagem contra o Ceará, fora de casa. O jogo, porém, terminou empatado.

Canteros – volante – Chapecoense – 7,5

Gastou a bola diante de seus ex-time. Foi autor do gol que abriu o placar e chamou a responsabilidade participando de praticamente tudo o que sua equipe criou.

Rodriguinho – meia – Corinthians – 7,5

Tem uma estrela impressionante, bem como seu senso de posicionamento e seu poder de definição. Basta juntar tudo isso e decidir mais um clássico para o Timão. Decisivo.

Arrascaeta – meia – Cruzeiro – 8,0 (CRAQUE)

Foi o dono do jogo contra o Sport e o melhor da 5ª Rodada. Deu a assistência para Dedé marcar, foi o jogador com mais desarmes na partida e ainda anotou um golaço para fechar o placar no Mineirão.

Gabriel – atacante – Santos – 7,5

Parece ter desencantado de vez em uma nova posição, mais pelo lado do campo. Marcou dois gols diante do Paraná e foi determinante para a vitória do Peixe na Vila.

Pedrinho – atacante – Corinthians – 7,5

Não marcou o seu e não deu assistência no clássico, mas fez a diferença. No lance do tento de Rodriguinho, trouxe a bola da defesa para o ataque, limpou dois jogadores do Palmeiras e entregou para Jadson tocar em Maycon, que deixou o camisa 26 na cara do gol.

Edigar Junio – atacante – Bahia – 7,5

Com dois gols, um deles de pênalti, deixou o Bahia duas vezes em vantagem contra o São Paulo, mas os companheiros não conseguiram segurar o placar e o jogo terminou empatado.

Técnico: Gilson Kleina – Chapecoense – 7,0

Time fez um grande jogo contra o Flamengo, longe de ser um primor técnico, mas mostrou valentia que não vinha sendo uma característica da equipe. Foi atrás do resultado contra uma equipe que disputa o título e em momento algum desistiu da vitória.



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo