Borja brilha, Palmeiras atropela o Bahia e domina a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018



Com boa fase de Borja, Palmeiras domina a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Flickr Palmeiras)

Três pontos separam o sétimo colocado do líder Campeonato Brasileiro em um dos mais equilibrados inícios de competição dos últimos tempos. Na primeira posição, após vitória no clássico contra o Cruzeiro, está o Atlético-MG, o quarto clube diferente a liderar esta edição. No entanto, o destaque do fim de semana ficou por conta do Palmeiras, que venceu o Bahia com autoridade e dominou a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018.

O Verdão foi representado por seis personagens no selecionado: o técnico Roger Machado, o goleiro Jailson, o lateral-direito Marcos Rocha, o volante Felipe Melo, o meia Lucas Lima, e o atacante Borja, Craque da 6ª Rodada, depois de mais uma grande atuação com a camisa alviverde, essencial para o placar de 3 a 0 sobre o Tricolor baiano.

Outro time que se destacou na rodada foi o Internacional, que voltou a marcar um gol após quatro partidas de jejum, quebrado com estilo e um triunfo por 3 a 0 sobre a Chapecoense, em casa. Dessa forma, o Colorado ficou com dois jogadores entre os melhores: o zagueiro Rodrigo Moledo e o atacante Lucca.

Completam a lista da 6ª Rodada o zagueiro Cléber Reis, do Paraná, o lateral-esquerdo Reinaldo, do São Paulo, o volante Jadson, do Fluminense e o atacante Róger Guedes, do Atlético-MG.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Roger Machado – Palmeiras – 8,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 6ª Rodada:

Jailson – goleiro – Palmeiras – 7,0

Fez grandes defesas, uma delas muito difícil, mas todas essenciais para a vitória do Verdão sobre o Bahia, no Allianz Parque.

Marcos Rocha – lateral-direito – Palmeiras – 7,5

É um dos melhores do time na temporada, sempre muito consistente, inclusive na defesa, sua maior dificuldade. Contra o Bahia, fez grande jogada com Lucas Lima e cruzou para Antonio Carlos marcar.

Rodrigo Moledo – zagueiro – Internacional – 7,0

Impecável na defesa, vem fazendo grandes atuações no setor e não foi diferente contra a Chape. No ataque, aproveitou cruzamento de Lucca para marcar de cabeça.

Cléber Reis – zagueiro – Paraná – 7,0

Em partida complicada contra um adversário que está entre os melhores do país, foi responsável pela eficiente defesa que parou o ataque do Grêmio. Quase não cometeu erros.

Reinaldo – lateral-esquerdo – São Paulo – 6,5

Teve ótima atuação defensiva, neutralizando o ataque do Santos, que colocou Gabigol jogando pelo seu lado. Quando foi para o ataque, teve boa chance de marcar em chute de fora da área.

Felipe Melo – volante – Palmeiras – 8,0

Foi dominante no meio-campo palmeirense, toques rápidos, lançamentos precisos e desarmes importantes. Um dos melhores em campo contra o Bahia, faz muita falta quando não atua.

Jadson – volante – Fluminense – 7,5

Uma das peças mais importantes do esquema montado por Abel Braga, já que sai para o ataque e defende. Foi dele o chute que desviou em Thiago Heleno e originou o primeiro gol do Flu. Depois deu ótimo passe para Marcos Júnior ampliar.

Lucas Lima – meia – Palmeiras – 7,5

Participou das jogadas dos três gols do Verdão, especialmente na do segundo, em que tabelou com Marcos Rocha, e depois na do terceiro, em que deixou Borja na cara do goleiro para marcar. Grande atuação.

Róger Guedes – atacante – Atlético-MG – 7,5

É o artilheiro do Brasileirão com cinco gols e mais uma vez foi decisivo para o Galo. Recebeu passe de Ricardo Oliveira e quase sem querer acabou balançando a rede em lance que decidiu o clássico contra o Cruzeiro.

Lucca – atacante – Internacional – 7,5

Foi o melhor na vitória sobre a Chape. Primeiro com um belo gol em chute de fora da área para abrir o placar, depois ao cobrar falta na cabeça de Rodrigo Moledo marcar o segundo do Inter.

Borja – atacante – Palmeiras – 8,5 (CRAQUE)

Vive ótima fase antes de se juntar à seleção colombiana. Fez grande jogada individual e deu passe na medida para Willian marcar, depois recebeu bola açucarada de Lucas Lima e tocou na saída do goleiro para fechar o placar. Além disso, criou outras oportunidades.

Técnico: Roger Machado – Palmeiras – 8,0

Armou um esquema para matar logo a partida e administrar o resultado quando atingisse o objetivo. O ataque com Keno, Willian e Borja é a melhor opção para o momento e foi o grande diferencial para a vitória. Verdão atropelou o Bahia e poderia ter feito mais se não desperdiçasse tantas chances.



MaisRecentes

Corinthians x Cruzeiro registra a maior renda do Brasil em 2018; veja ranking



Continue Lendo

Rodada do Brasileirão-2018 tem maior público pagante desde a edição 2015



Continue Lendo

Destino antes incomum, Inglaterra passa a ser refúgio brasileiro na Europa



Continue Lendo