Borja brilha, Palmeiras atropela o Bahia e domina a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018



Com boa fase de Borja, Palmeiras domina a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018 (Foto: Flickr Palmeiras)

Três pontos separam o sétimo colocado do líder Campeonato Brasileiro em um dos mais equilibrados inícios de competição dos últimos tempos. Na primeira posição, após vitória no clássico contra o Cruzeiro, está o Atlético-MG, o quarto clube diferente a liderar esta edição. No entanto, o destaque do fim de semana ficou por conta do Palmeiras, que venceu o Bahia com autoridade e dominou a Seleção da 6ª Rodada do Brasileirão-2018.

O Verdão foi representado por seis personagens no selecionado: o técnico Roger Machado, o goleiro Jailson, o lateral-direito Marcos Rocha, o volante Felipe Melo, o meia Lucas Lima, e o atacante Borja, Craque da 6ª Rodada, depois de mais uma grande atuação com a camisa alviverde, essencial para o placar de 3 a 0 sobre o Tricolor baiano.

Outro time que se destacou na rodada foi o Internacional, que voltou a marcar um gol após quatro partidas de jejum, quebrado com estilo e um triunfo por 3 a 0 sobre a Chapecoense, em casa. Dessa forma, o Colorado ficou com dois jogadores entre os melhores: o zagueiro Rodrigo Moledo e o atacante Lucca.

Completam a lista da 6ª Rodada o zagueiro Cléber Reis, do Paraná, o lateral-esquerdo Reinaldo, do São Paulo, o volante Jadson, do Fluminense e o atacante Róger Guedes, do Atlético-MG.

IMPORTANTE: A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Técnico: Roger Machado – Palmeiras – 8,0

Confira as notas e os desempenhos de cada integrante da Seleção da 6ª Rodada:

Jailson – goleiro – Palmeiras – 7,0

Fez grandes defesas, uma delas muito difícil, mas todas essenciais para a vitória do Verdão sobre o Bahia, no Allianz Parque.

Marcos Rocha – lateral-direito – Palmeiras – 7,5

É um dos melhores do time na temporada, sempre muito consistente, inclusive na defesa, sua maior dificuldade. Contra o Bahia, fez grande jogada com Lucas Lima e cruzou para Antonio Carlos marcar.

Rodrigo Moledo – zagueiro – Internacional – 7,0

Impecável na defesa, vem fazendo grandes atuações no setor e não foi diferente contra a Chape. No ataque, aproveitou cruzamento de Lucca para marcar de cabeça.

Cléber Reis – zagueiro – Paraná – 7,0

Em partida complicada contra um adversário que está entre os melhores do país, foi responsável pela eficiente defesa que parou o ataque do Grêmio. Quase não cometeu erros.

Reinaldo – lateral-esquerdo – São Paulo – 6,5

Teve ótima atuação defensiva, neutralizando o ataque do Santos, que colocou Gabigol jogando pelo seu lado. Quando foi para o ataque, teve boa chance de marcar em chute de fora da área.

Felipe Melo – volante – Palmeiras – 8,0

Foi dominante no meio-campo palmeirense, toques rápidos, lançamentos precisos e desarmes importantes. Um dos melhores em campo contra o Bahia, faz muita falta quando não atua.

Jadson – volante – Fluminense – 7,5

Uma das peças mais importantes do esquema montado por Abel Braga, já que sai para o ataque e defende. Foi dele o chute que desviou em Thiago Heleno e originou o primeiro gol do Flu. Depois deu ótimo passe para Marcos Júnior ampliar.

Lucas Lima – meia – Palmeiras – 7,5

Participou das jogadas dos três gols do Verdão, especialmente na do segundo, em que tabelou com Marcos Rocha, e depois na do terceiro, em que deixou Borja na cara do goleiro para marcar. Grande atuação.

Róger Guedes – atacante – Atlético-MG – 7,5

É o artilheiro do Brasileirão com cinco gols e mais uma vez foi decisivo para o Galo. Recebeu passe de Ricardo Oliveira e quase sem querer acabou balançando a rede em lance que decidiu o clássico contra o Cruzeiro.

Lucca – atacante – Internacional – 7,5

Foi o melhor na vitória sobre a Chape. Primeiro com um belo gol em chute de fora da área para abrir o placar, depois ao cobrar falta na cabeça de Rodrigo Moledo marcar o segundo do Inter.

Borja – atacante – Palmeiras – 8,5 (CRAQUE)

Vive ótima fase antes de se juntar à seleção colombiana. Fez grande jogada individual e deu passe na medida para Willian marcar, depois recebeu bola açucarada de Lucas Lima e tocou na saída do goleiro para fechar o placar. Além disso, criou outras oportunidades.

Técnico: Roger Machado – Palmeiras – 8,0

Armou um esquema para matar logo a partida e administrar o resultado quando atingisse o objetivo. O ataque com Keno, Willian e Borja é a melhor opção para o momento e foi o grande diferencial para a vitória. Verdão atropelou o Bahia e poderia ter feito mais se não desperdiçasse tantas chances.



MaisRecentes

É possível admirar o estilo Fernando Diniz no São Paulo sem ser um Dinizete fanático



Continue Lendo

Corinthians vai de ‘melhor técnico do Brasil’ ao alto risco de eliminação no Paulista



Continue Lendo

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo