Algoz do Palmeiras, Ponte se destaca na Seleção da 2ª Rodada do BR-16; Grafite é o craque



Confira a Seleção da 2ª Rodada do Brasileirão-2016

Confira a Seleção da 2ª Rodada do Brasileirão-2016 (Crédito: Arte Lance!)

A 2ª rodada do Brasileirão-2016 foi marcada pelo equilíbrio de forças neste início de campeonato. Nenhum time conseguiu repetir a vitória que conquistou na primeira rodada e daqueles que perderam somente o América-MG não conseguiram pontuar.

Esse nivelamento, talvez momentâneo, está refletido na Seleção da Rodada, que trouxe jogadores de sete equipes diferentes. Mesmo assim, houve espaço para a Ponte Preta, que venceu bem o Palmeiras, levar três atletas e seu técnico, Eduardo Baptista. Além do goleiro João Carlos e do lateral-esquerdo Reinaldo, não poderia faltar o atacante Felipe Azevedo, autor dos dois gols da Macaca.

A dupla de times gaúchos também ganhou destaque. Internacional e Grêmio forneceram dois jogadores cada. William e Eduardo Sasha pelo lado do Colorado, e os zagueiros Fred e Pedro Geromel, pelo lado do Tricolor.

Herói da vitória do Santos sobre o Coritiba, o volante Renato, também está no selecionado desta rodada. Mesmo com problemas físicos, o veterano marcou o gol que garantiu a virada e os três pontos para os santista.

Apesar de terem empatado seus respectivos duelos, Fluminense e Atlético-MG também possuem representantes na Seleção. São eles Gustavo Scarpa, pelos cariocas, e Cazares, pelos mineiros. Ambos tiveram atuação acima da média e mereceram seus espaços entre os melhores.

Por fim, mas não menos importante, o craque da rodada. Aos 37 anos, de volta à primeira divisão, Grafite já é o artilheiro da competição com quatro gols em duas jornadas. Seu desempenho contra o Fluminense, fora de casa, saltou aos olhos e os dois tentos acabaram sendo pouco perto do que se viu. Por essas e outras, levou a melhor nota do final de semana.

A Seleção da Rodada, como sempre, é definida de acordo com as notas dadas pela redação do LANCE! durante a cobertura dos jogos do Brasileirão. Entram na lista os jogadores que receberam a melhor avaliação em sua posição.

Confira a nota de cada um dos integrantes do selecionado:

João Carlos – goleiro – Ponte Preta – 7,5

Fez pelo menos três grandes defesa que garantiram o resultado para a Ponte Preta. Caso contrário a história do jogo poderia ter sido diferente.

William – lateral-direito – Internacional – 7,0

Vinha bem na defesa, neutralizando as descidas do São Paulo, no final do jogo ainda fez ótima jogada e deu assistência para o gol da vitória.

Fred – zagueiro – Grêmio – 7,0

Não foi um primor na marcação, mas rebateu tudo o que pôde na defesa. Já no ataque, de cabeça, fez o gol que garantiu os três pontos ao time.

Pedro Geromel – zagueiro – Grêmio – 7,0

Mais uma partida exemplar, firme na marcação e com ótimo posicionamento. Geromel foi impecável e ajudou a equipe a não levar gols do Flamengo.

Reinaldo – lateral-esquerdo – Ponte Preta – 7,0

O Palmeiras não conseguiu atacar pelo seu lado do campo, não deu espaços. Quando foi ao ataque, apareceu bem para dar assistência a Felipe Azevedo.

Renato – volante – Santos – 7,0

Mesmo prejudicado, sentindo as duas pernas no fim do jogo, surgiu no ataque para, de cabeça, marcar o gol da virada e da vitória santista.

Gustavo Scarpa – meia – Fluminense – 7,5

Finalizou, criou várias chances para os seus companheiros, ajudou na marcação e ainda fez belo gol de falta. Grande atuação do meia.

Cazares – meia – Atlético-MG – 7,5

Chamou a responsabilidade no meio-campo do Galo e participou da maioria das jogadas de ataque da equipe. Fez, de pênalti, o gol de empate.

Felipe Azevedo – atacante – Ponte Preta – 8,0

Soube aproveitar as falhas defensivas do Palmeiras e teve quatro chances para marcar, em duas delas balançou a rede e assegurou a vitória do time.

Eduardo Sasha – atacante – Internacional – 8,0

Mesmo isolado no ataque, levou perigo nas vezes em que recebeu a bola. Marcou os dois gols do Inter, o último logo após empate do São Paulo.

Grafite – atacante – Santa Cruz – 8,5

Usa e abusa de sua força e experiência para levar vantagem na disputa com os zagueiros. Resultado: mais dois gols e artilharia do campeonato.

Técnico: Eduardo Baptista – Ponte Preta – 7,5

Armou uma equipe que conseguiu neutralizar as virtudes palmeirenses, como o toque de bola e a saída em velocidade para o ataque. Sua fórmula deu tão certo que até expôs os defeitos do adversário, sabiamente aproveitados e transformados em vitória pelos seus comandados. Três pontos merecidos.



MaisRecentes

Empolgação ou desonestidade? Estreia no Paulista pareceu rodada da Premier League



Continue Lendo

Venha sem preconceitos, pois precisamos falar da fase de Felipe Melo no Palmeiras



Continue Lendo

No futebol nossa torcida é mais contra ou a favor? Até que ponto a paixão nos cega?



Continue Lendo