Vasco da Gama, um gigante maltratado



Coluna de hoje para o Lance!- 14/12/2015

O Vasco da Gama mais uma vez vive o drama do rebaixamento, o terceiro descenso em oito anos. Embora o clube de São Januário tenha um potencial gigantesco em termos de marketing e novas receitas, sempre teve gestões péssimas, que o afundaram em dívidas.

Não tenho a menor dúvida que a gestão do clube na última década foi a única e total responsável pelos seguidos fracassos. No futebol muitos fatores podem contribuir para que um clube sofra desportivamente e no caso do Vasco foi sua administração a verdadeira responsável por isso.

Desde Eurico Miranda, passando por Roberto Dinamite e voltando para Eurico Miranda, os dados financeiros do clube mostram um clube com receitas muito baixas, sem perspectivas de crescimento, muito aquém do enorme potencial do Vasco.

Outro ponto é o baixo investimento no departamento de futebol profissional, na comparação com outros rivais e um alto endividamento, por conta do não pagamento de salários, impostos e contribuições sociais.

Para piorar o clube com seu histórico de má administração perdeu credibilidade no mercado, desde a péssima gestão de Eurico Miranda nos anos 1990/2000 e posterior assombrosa gestão de Roberto Dinamite. Na sequência o retorno de Eurico Miranda, para piorar ainda mais o cenário. Sua imagem infelizmente não atrai a confiança do mercado, especialmente dos patrocinadores.

Este é o Vasco, um gigante do futebol brasileiro sendo golpeado por seguidos cartolas. O clube tem enormes diferenciais, que fazem de sua marca única. O Gigante da Colina tem uma das maiores torcidas do Brasil, com grande participação em algumas regiões do Brasil como o Norte e o Nordeste. Somente perde para Flamengo e Corinthians como time de âmbito nacional. No passado era o segundo.

Contudo, nenhuma gestão conseguiu explorar todo esse potencial. Muito pelo contrário, conseguiram ir destruindo sua marca e a credibilidade. Em 2014 o Vaco gerou R$ 129 milhões em receitas e teve custos com futebol de R$ 77 milhões, apenas o 12º clube do Brasil.

Já no quesito dívidas a coisa é diferente. O endividamento do clube supera R$ 594 milhões, ficando atrás apenas do Botafogo e Flamengo. Em suma, o clube não fatura, não tem um time competitivo, está na Série B em 2016 e tem dívidas gigantescas.

Comparação do Vasco da Gama com seus rivais diretos do RJ

Em 2014

Receitas – R$ Milhões

Receitas

Custos do departamento de futebol – R$ Milhões

Custo do Futebol

Dívidas- R$ Milhões

Dívidas

 

Afinal, Vasco da Gama tem saída?

Sim. O caminho é mudar tudo, substituir os cartolas que apenas destruíram o clube e trazer profissionais altamente capacitados para comandá-lo. A solução é ter menos políticos abnegados e mais executivos qualificados e comprometidos com a ética e o respeito a instituição. Além é claro de metas de curto, médio e longo prazo.

Esse é o único caminho para a reconstrução do clube mais maltratado do futebol nacional.

 



  • Fernando

    Que

  • Fernando

    Quem é esse idiota?

  • Fiuza

    Infelizmente esse Jornalista falou a verdade, e principalmente a unica saída é esta, MUDAR TUDO NO DEPARTAMENTO DE FUTEBOL, COMEÇANDO PELO PRESIDENTE.
    O Vascão é único, Imortal!!!!! tanto q no unico ano ao qual a administração foi eficaz, fomos campeões da Copa do Brasil e vice do Brasileirão(perdendo somente para o Corintians e a arbitragem), Revelamos pratas da casa que hoje são destaque na Europa( Coutinho e Alex teixeira)……Hoje temos uma boa safra de jogadores da base,porém tem q haver investimento, profissionalismo e Seriedade.
    CHEGA DE FOLCLORE,CHEGA DE FANFARRICE,CHEGA DE IMBECILIDADE….FORA EUVIRUS MIRANDA!!!!!!!!!

  • Paulo Wagner

    Realmente, é o clube mais mal-tratado do Brasil. Alvo de deboches e chacota da imprensa, que contribui para afundar ainda mais a sua imagem.

  • Carlos Alberto Moutinho

    A MÍDIA TORCEDORA é impar ! Falou do Vasco ! ! Virou notícia !

MaisRecentes

Futebol brasileiro parou no tempo



Continue Lendo

Boa Esporte e o anti marketing



Continue Lendo

A hora das mulheres no esporte brasileiro



Continue Lendo