Os números escondidos dos balanços dos clubes



Os números financeiros dos clubes brasileiros em 2015 melhoraram. O avanço ficou claro no estudo que acabo de publicar e que o Lance! está fazendo uma série de matérias.

A receita conjunta dos 20 maiores clubes do Brasil atingiu R$ 3,7 bi, aumento de quase 20%. Isso não acontecia desde 2012!

Os clubes fecharam o ano passado com superávits de R$ 147 milhões, frente as maiores perdas da história de R$ -626 milhões em 2014.

O que parece uma evolução histórica, contou com uma ajuda e tanto do Governo Federal. Ao aprovar o PROFUT, o Governo concedeu descontos substanciais nas dívidas fiscais dos clubes, com o intuito de motivar a adesão.

Os clubes receberam, na forma de receitas financeiras, inacreditáveis R$ 685 milhões em descontos. Esse números esconderam os déficits. Ajustando os números sem os descontos do PROFUT as perdas seriam de R$ -538 milhões.

Superávits / Déficits – Em R$ milhões

Déficits

O futuro dirá se todo esse volume absurdo de dinheiro público que ingressou nos clubes resolverá ou não o Passivo Fiscal do futebol brasileiro. Até o momento vemos algumas melhoras com redução das dívidas fiscais dos clubes e muitas pioras também.

Os clubes registraram novas dívidas, que enfim apareceram.

O Botafogo, por exemplo recebeu um grande desconto (R$ 146 milhões em dois anos), o que fez o clube ter superávit em 2015, mas suas dívidas fiscais subiram muito.

Outros clubes não receberam desconto algum e viram suas dívidas fiscais dispararem como Corinthians ,Cruzeiro e São Paulo. Na prática para entrar no PROFUT foram obrigados a registrar novas dívidas.

Tivemos clubes que receberam descontos e aumentaram as dívidas no balanço como Santos, Coritiba e Atlético-MG.

Clubes que aumentaram suas dívidas fiscais em 2015

fiscias +

E esse grupo de clubes liderados pelo Flamengo e Vasco  que reduziram suas dívidas fiscais. Esse é o caminho para o futuro mais saudável do futebol no Brasil.

Clubes que reduziram suas dívidas fiscais em 2015

fiscais -

Na minha opinião, a falta efetiva de punição esportiva, para quem descumprir o PROFUT pode colocar tudo a perder.

Agora se todos os clubes pagarem em dia seus débitos e não atrasarem as parcelas do PROFUT, podemos no futuro realmente comemorar a solução de um problema histórico do futebol no Brasil.



MaisRecentes

Finanças dos clubes brasileiros em 2017



Continue Lendo

São Paulo melhora números financeiros



Continue Lendo

Finanças do Corinthians em 2017



Continue Lendo