Bundesliga atinge recorde de faturamento e lucro



A liga de futebol da Alemanha, Bundesliga, publicou recentemente seu relatório financeiro referente à temporada 2015-16, e os resultados foram extremamente positivos.

Os 18 times da primeira divisão da Alemanha atingiram faturamento conjunto de € 3,24 bilhões em 2016, frente aos € 2,62 bilhões de 2015, um incrível aumento de 24%. Já são doze anos ininterruptos de crescimento.

Bundesliga receitas

Este elevado acréscimo de receitas na temporada passada está diretamente associado ao incremento dos direitos de TV, que atingiram € 933 milhões, evolução de 28%.

receitas TV bundesliga

Outro fator foram os recursos gerados com transferências de jogadores, que cresceram 130% em um ano e atingiram o valor mais alto da história.

Os times da primeira divisão da Alemanha faturaram € 533 milhões com transferências em 2016, frente aos € 231 milhões de 2015 e € 171 milhões de 2014.

O desempenho da seleção da Alemanha na Copa de 2014 valorizou muito os jogadores alemães, que se transformaram em objeto de desejo de muitos clubes em diferentes países. Em três anos essa fonte cresceu 212%.

Outra importante receita da Bundesliga são os recursos de marketing, que atingiram € 974 milhões, frente aos € 731 milhões de 2015. Mesmo com o aumento da TV, a exploração comercial das marcas dos times permanece como a principal fonte de receita da liga.

Bundesliga receitas mkt

Do total de marketing em 2016, € 202 milhões são receitas de licenciamento de marca. Há dez anos era apenas € 36 milhões.

E finalmente os estádios, que na última temporada produziram € 528 milhões. A Bundesliga tem a maior média do futebol mundial com 42,4 mil torcedores por jogo.

São quase 13 milhões de torcedores em 306 partidas.

Liga é cada vez mais saudável financeiramente

Se as receitas dos times alemães não param de crescer, o mesmo ocorre com seus lucros. Em 2016, a Bundesliga registrou o maior lucro líquido da sua história, € 206 milhões, aumento de 305%.

O rígido modelo de gestão criado pela liga possibilitou um controle muito eficiente dos gastos dos times e suas dívidas. Somente nos últimos cinco anos os lucros acumulados ultrapassam € 400 milhões.

O controle orçamentário fica claro quando analisados os gastos dos 18 times com salários. O valor alcançou € 1,1 bilhão, um crescimento de apenas 6% em 2016. Bem menor que o aumento das receitas.

Os salários dos atletas representam apenas 33% do faturamento da liga, o menor índice entre todas as ligas da Europa.

E com tudo isso os times ainda investem 3,4% do faturamento nas categorias de base, que consumiram €110 milhões na última temporada. Em uma década os times da Bundesliga investiram mais de € 735 milhões na base.

Já as dívidas somaram € 1,4 bilhão e representam pouco do faturamento da liga. O índice dívida /receita está em 0,45 e há uma década era de 0,61. Os times a cada ano faturam mais e proporcionalmente devem menos.

Pagamento de impostos já somam  € 1,1 bilhão

Enquanto os clubes brasileiros ao longo de décadas sonegaram impostos e contribuições sociais esperando que o Governo os ajudasse, na Alemanha isso não existe. Nenhum time pode sonegar impostos, com o risco de sofrer punições severas.

Em 2016, os times da Bundesliga pagaram ao governo € 953 milhões em impostos e taxas.

Os times da Budesliga 2 outros € 181 milhões, totalizando € 1,1 bilhão pagos pelos 36 times.

O que os clubes brasileiros sonegaram ao longo de décadas e ganharam Refis, Timemania e Profut de presente, os times alemães pagam em um ano de operação.

impostos bundesliga

Os times da Bundesliga são obrigados a agir como todas as empresas e cidadãos.

Na última década o pagamento de impostos somou quase € 9 bilhões.

Quanto mais as receitas cresceram e os salários subiram, mas impostos e contribuições pagaram

7×1 foi pouco!



  • Gustavo Leite

    7×1 foi pouco mesmo!

MaisRecentes

Real Madrid atinge a maior receita de sua história



Continue Lendo

Falta de oxigenação de ideias no futebol brasileiro



Continue Lendo

A crise eterna dos times brasileiros



Continue Lendo