Barcelona mantém liderança financeira frente ao Real Madrid



No último sábado o mundo parou para assistir mais um duelo entre Real Madrid e Barcelona. “El Clasico”, como é conhecido o confronto é a maior partida do futebol mundial atual.

O jogo, realizado no Santiago Bernabéu e com a vitória do Barça é sem dúvida o maior clássico do futebol atual e deve se manter assim por muito tempo.

Juntos os dois times somam um faturamento superior a R$ 5 bilhões! É maior que a receita conjunta dos 20 maiores times do Brasil.

Nenhum outro jogo entre times de um mesmo país tem tamanho impacto econômico e midiático. A estimativa é que essa partida tenha sido assistida por mais de 650 milhões de pessoas em todas as partes do planeta.

Há pouco mais de um mês publiquei uma análise sobre os dados financeiros do Real Madrid na última temporada, que você pode acessar aqui.

O Real graças as duas últimas temporadas fabulosas, com dois títulos da Champions viu seu faturamento crescer muito, passando de 578 milhões de euros em 2015 para os atuais 675 milhões.

Já o Barcelona que durante anos correu atrás do arquirrival para alcançar suas receitas, desde 2015 equilibrou as coisas. Há dois anos faturava 2 milhões de euros menos que o Real e desde 2016 o ultrapassou.

Passou de um faturamento de 576 milhões de euros em 2015 para 631 milhões de euros em 2016 e fechou 2017 com a maior receita de sua história, atingindo 682 milhões.

Estes valores não incluem as transferências de atletas. Superou o rival mesmo indo pior em campo.

Chama a atenção as receitas de marketing do Barça que atingiram 264 milhões de euros, os direitos de transmissão 178 milhões de euros e a exploração do Camp Nou outros 193 milhões de euros.

Já faz algum tempo que o dinheiro da TV não é mais a principal fonte de receita.

O clube procura diversificar seu modelo mercadológico e explora toda sua potencialidade, tanto em termos locais como globais.

O Barça é o clube com mais fãs nas redes sociais e já conta com 44 empresas patrocinadoras.

Considerando os valores arrecadados com as transferências, o clube catalão fechou 2017 com faturamento de 708 milhões de euros. E neste valor não estão considerados os 222 milhões da transferência de Neymar para o PSG.

Segundo balanço do Barça o orçamento do clube para a próxima temporada será de impressionantes 897 milhões de euros. Aqui contando com os valores da transferência do craque brasileiro.

A expectativa do clube é atingir em mais duas temporadas o histórico faturamento de 1 bilhão de euros.

Real passou Barça em gastos salariais

Nos últimos anos o Barcelona apresentou aumento substancial dos gastos salariais, passando inclusive o seu arquirrival nesse quesito. Em alguns anos, mesmo faturando menos, os gastos com os salários já eram bem maiores.

Essa realidade mudou em 2017. O Real viu seus gastos salariais subirem 32% em 2017 e atingirem 406 milhões de euros, frente aos 307 milhões de euros de 2016.

Já o Barça depois de muito tempo apresentou uma queda nos gastos salariais, passando de 396 milhões de euros em 2016 para 390 milhões de euros em 2017, redução de 2%.

Ambos fecham temporada com lucros

Bem diferente do que ocorre no futebol brasileiro, os gigantes Real Madrid e Barcelona sempre encerram suas temporadas no azul.

A regra é manter um equilíbrio orçamentário, cujos gastos já estão planejados e nenhuma loucura é permitida.

Em 2017, Real fechou a temporada com lucro líquido de 21 milhões de euros frente aos 30 milhões de euros de 2016.

Nos últimos seis anos o clube merengue acumulou lucros de 222 milhões de euros.

Já o Barça encerrou 2017 com lucro líquido de 18 milhões de euros, na comparação com os 29 milhões de euros de 2016.

Nos últimos seis anos o clube culé acumulou lucros de 184 milhões de euros.



MaisRecentes

Finanças dos clubes brasileiros em 2017



Continue Lendo

São Paulo melhora números financeiros



Continue Lendo

Finanças do Corinthians em 2017



Continue Lendo