Próximo fenômeno a caminho do pelotão; Remco Evenepoel - Solta o freio

Próximo fenômeno a caminho do pelotão; Remco Evenepoel



Egan Bernal, colombiano de 21 anos, já é uma realidade na equipe Sky. Kevin Rivera, costa-riquenho de 19 anos, está a caminho e seguindo os passos do Bernal. Inclusive na mesma equipe que desenvolveu Bernal de um campeão mundial juvenil de mountain bike para o pelotão profissional; equipe Androni.

O Dono da equipe Androni, o experiente Gianni Savio, sempre está na América do Sul prospectando talentos para sua equipe pro-continental. Uma espécie de 2a divisão do ciclismo profissional de estrada. Diz a lenda que tanto Bernal, como Kevin fizeram testes de VO2 tão bons nas suas audições, que Savio assinou o contrato dos 2 no mesmo dia. O que dizem é que Bernal fez de 88!! O que já é incrível para um garoto, mas Kevin, dizem(!?), se aproximou dos 90.

Até abril do ano passado Remco nunca tinha nem treinado numa bicicleta de competição!? Até então jogava futebol no Anderlecht e também era o capitão da seleção belga sub-17. Algum Deus do ciclismo deve ter interferido no seu destino e algum técnico o colocou na reserva. Ele não gostou nem um pouco e resolveu “brincar” com o mesmo esporte do pai. Um razoável ex-ciclista profissional que ganhou 1 prova na sua carreira.
Bom, só nesse mês, ele se tornou campeão nacional sub-19 de contrarrelógio 1 ano após entrar no esporte propriamente dito. Esqueçam seus concorrentes. O tempo que fez, no mesmo dia, foi abaixo do que o sub-23 fez! Ou seja, o campeão sub-19 de contrarrelógio poderia ter sido campeão do sub-23!? Um pouco depois ganhou também o título nacional de estrada num ataque solo de 70km. E estamos falando da Bélgica. Um país que adora ciclismo e produz talentos todo ano.
Então ele seria um passista, um contrarrelogista, mesmo tendo 1m70cm e 62kg? Bom, numa das mais prestigiosas provas juvenis do mundo, Course de la Paix, uma prova de 5 etapas, que ele estrangulou os concorrentes em 4 das 5 etapas. Sendo que a última com mais um longo ataque solo. Ele não só ganhou na geral, mas também a camisa de pontos e a de montanha. Só lembrando alguns ganhadores dessa prova; Pedersen(2014) e Cort Nielsen(2012). Talvez mais importante seja nomear alguns dos que NÃO ganharam a prova como; Mohoric, Van der Poel, Oomen, Tao G. Hart, Benoot, Vakoc, Conti, Senechal, Valgreen, Styven, Dylan Teuns, Lutsenko, Adam e Simon Yates…

Das 9 provas que disputou esse ano ele ganhou 5. 2 dessas provas que ele ganhou eram provas de etapas. Em quase todas com ataques solo de 50km ou mais. Não só um excelente júnior, mas tem o mesmo apetite do seu compatriota Eddie Merckx de não só ganhar as provas, mas de destruir os adversários. Insano!!

Com esse tipo de performance ele já assinou com a equipe pro-continental Hagens Berman Axeon, a equipe do filho do Merckx(Axel). Equipe que sempre tem ótimos juniors e sub-23. Isso significa que correrá a maioria do ano que vem nos Estados Unidos. Dessa vez até o próprio pai fez questão de dar o “aval” em pessoa.

Patrick Lefevre, o dono da toda poderosa equipe Q-Step e também belga, se diz impressionado e já o convidou a ser um “estagiere” da equipe para janeiro do ano que vem. Isso o colocaria para treinar com os profissionais e até competir algumas provas que ele não teria na Axeon. Ou seja, TODOS que o viram competir ou treinar estão impressionados e intrigados COMO um moleque que basicamente só treina a 1 ano pode estar destruindo os competidores. Já há rumores que ele atingiu 7,1watts/kg em treinos, mas não se sabe por quanto tempo. Se ainda tem alguma dúvida deem uma olhada nesse KOM do strava dele onde ele coloca +1m30seg num tempo do Pinot, que semana passada não chegou em 3o no Giro de Itália por 2 montanhas;

https://www.strava.com/segments/14745700

A essa altura as provas que ele tem disponível não irão dizer mais nada do que já sabemos. Ele teria que se testar com os sub-23 ou em provas 2.2 do World Tour, mas até a UCI já informou que no mundial ele NÃO poderá correr na “categoria de cima” e sim na juniors. Assim como Bernal, que tem idade para competir no mundial na sub-23 por mais 2 anos(!!), mesmo numa seleção de estrelas como a da categoria elite da Colômbia, Bernal deverá estar lá como protagonista.
Nem precisa dizer quem será o favorito no mundial júnior desse ano quando todos os olhos estarão voltados para o garoto Remco…



MaisRecentes

Qual é o melhor corredor de clássicas em atividade??



Continue Lendo

Vuelta: 1ª vitória em grandes voltas para Simon Yates e equipe Mitchelton!!



Continue Lendo

Contrarrelógio de amanhã definirá as táticas da última semana



Continue Lendo