Pré Tour de France; avaliando o percurso.. - Solta o freio

Pré Tour de France; avaliando o percurso..



Além das dificuldades de todas as edições, os melhores ciclistas que as equipes podem levar, as montanhas, o calor, as multidões e a pressão da prova mais importante do ciclismo mundial, esse ano o Tour de France tem algumas etapas que podem ser uma cilada. Parece que a ASO, a organizadora da prova, está preocupada em chegar até o final do Tour com chance de termos emoção na disputa pela geral.

A qualidade dos GCs, que disputarão a vitória no Tour, é excelente! A dos sprinters não fica atrás.

Seria muito mais simples se ao invés de cacifarem na maior oferta que uma das cidades oferecem para sediar a largada ou a chegada eles pensassem mais no design das etapas. Vimos um excelente Giro de Itália com reviravoltas e etapas com emoção até o final. Já o Tour “escolheu” colocar possíveis 8 etapas para serem decididas no sprint e falando em contrarrelógio serão mais km na etapa por equipe do que no individual. Isso sem dívida é uma vantagem para as equipes maiores e com mais dinheiro para terem melhores gregários, além dos melhores GCs.

Algumas etapas serão cruciais. A 3a etapa no 1o domingo será o contrarrelógio por equipes, que colocará a Sky, a BMC, a Q-Step e a Sunweb com boa vantagem nos outros.

Até a etapa 9, dos paralelos no 2o domingo, só teremos 4 montanhas mais duras que categoria 4, que é a mais fácil. Talvez faça as fugas mais numerosas com a possibilidade de alguém vestir a camisa de bolinha de rei da montanha com essa “facilidade”. Veremos. Teremos na 1a semana uma bonificação de tempo em sprints intermediários perto do fim das etapas, que não valerão pontos para disputa da camisa verde, mas sim em tempo na geral. Serão os “B” em verde nos perfis das etapas. Com essa bonificação esses sprints intermediários ajudarão a decidir a camisa amarela nas 2 primeiras etapas e não só o sprint final. Tudo para tentar evitar o marasmo das etapas planas.

Para quem só consegue assistir o Tour nos fins de semana e adora as disputas nas montanhas só vai conseguir ver ao vivo no 3o fim de semana. As 3 boas e promissoras etapas dos Alpes virão após o 1o dia de descanso, ou seja, 3a feira, 4a feira e 5a feira. A etapa 10, com chegada em Le Grand-Bornand, tem o mesmo final que a etapa 17 do Tour 2009. Então, para quem for correr o L’etape du Tour, prova amadora organizada pela mesma organizadora do Tour(ASO) disputada anualmente e que utiliza o mesmo percurso que o Tour utilizará na etapa 10 e que acontecerá nesse domingo, pode procurar no Youtube para dicas de como será a prova.

No 3a semana teremos etapas de montanha, mas nem tanto. Na etapa 17a uma novidade. Serão apenas 65km e 2 montanhas categorias 1 ou uma HC(Hors Concour). No papel com só 65km fica extremamente difícil de controlar estilo equipe Sky, pois MUITOS se arriscarão a desafiar o pelotão causando caos por todo lado. Para tentar garantir que haverão ações desde o começo entre os GCs a ASO divulgou que na largada dessa etapa os ciclistas serão alinhados em blocos de 20 em 20 de acordo com a posição na geral(GC). Com transmissão pela TV desde o começo pode vir a ser bem interessante.

Certamente os adversários da Sky irão tentar criar o caos, que não é difícil numa etapa como essa. Além disso, as outras equipes tem excelentes gregários para esse tipo de piso e os especialistas que estarão atrás de 1 vitória nessa prestigiada etapa. Esses trechos de paralelos são BEM mais difíceis que os da edição de 2015 e um pelotão disputando posições para entrar nos estreitos trechos é sempre caótico. Outra coisa a se considerar é que nos primeiros 9 dias não haverá descanso e chegarão na etapa dos paralelos já bem cansados. Essa etapa crucial será no dia 15 de julho, que também é o dia da final da Copa.

As decisivas etapas de montanhas do Pirineus serão durante a última semana e, assim como nos Alpes, não serão no fim de semana. Vai entender!?

A penúltima etapa 20 será o contrarrelógio individual de 31km. Os escaladores terão que chegar aqui com uma gordura se quiserem ter alguma chance de vitória na geral. Para isso terão que atacar e atacar nas montanhas já que nas primeiras 9 etapas nem aparecerão na frente do pelotão.

Se organizem para assistir o Tour e a Copa ao mesmo tempo. pois essa edição será acima da média..



MaisRecentes

Qual é o melhor corredor de clássicas em atividade??



Continue Lendo

Vuelta: 1ª vitória em grandes voltas para Simon Yates e equipe Mitchelton!!



Continue Lendo

Contrarrelógio de amanhã definirá as táticas da última semana



Continue Lendo