Ontem foi sprint, mas foi bem mais complicado que isso - Solta o freio

Ontem foi sprint, mas foi bem mais complicado que isso



Equipe Q-Step e Viviani foram perfeitos no sprint final. Sabatini é um dos melhores embaladores do mundo e o resto da equipe é excepcional quando se trata de sprint. Bennett(Bora) é o único no seu nível nesse Giro. O único capaz de ter o “kick” para ganhar da Q-Step, mas para vence-los só “roubando” a vitória como já fizeram.

A etapa não foi uma procissão. A fuga levou 100km para se estabelecer. Assim como semana passada, numa etapa parecida, o Chavez em 3o na geral demonstrou fraqueza na 1a montanha do dia. Foi o que bastou para as equipes dos GCs forçaram bastante para que o pelotão se dividisse em 2 e assim eliminar o Chaves da disputa.

Nessa etapa tinham menos montanhas e mais GCs importantes que foram cortados; Froome(Sky), Superman(Ast) e o Dennis(Bmc). Claro, fez com que o pelotão apertasse na frente de qualquer maneira. Só que os 3 contavam com seus gregários, além das equipes interessadas num sprint final. Só complicou para quem estava na fuga, que não pode contar com a tradicional relaxada do pelotão. Mesmo os 100km tendo sido disputados com força o pelotão GC se reconectou. A fuga com bons nomes não vingou nos quase 90km de plano até a chegada.

Amanhã começa a 1a das etapas de altas montanhas nos alpes. O design da etapa poderia ser mais generoso e a escalada do Prato Nervoso ficou isolada nos quase 200km da etapa.

Esse desenho sugere sempre uma clássica subida do trem da equipe Sky, 13,9km e média bem constante de 6,9%. Normalmente não veríamos nada muito importante acontecer entre os GCs a não ser os gregários forçando o ritmo para afinar o máximo o pelotão e ações mesmo entre os favoritos só faltando mais ou menos 5km. Só que é o Giro e como pudemos ver até agora, TUDO pode acontecer. Uma fuga saindo perto do começo da última montanha é possível, pois serão bons pontos em jogo na disputa pela camisa de montanha.

Se tem uma montanha para o Dumoulin tentar alguma coisa seria essa. Se possível entrar no trem da Sky e rezar por uma muito improvável fraqueza do camisa rosa Yates.

A briga pela branca pode animar as ações entre os GCs; Supeman x Carapaz.

O que será que a equipe UAE tentará amanhã para se redimir da vergonha do contrarrelógio? Ou será que a equipe EF-Education tentará, assim como domingo, um ataque com toda equipe faltando 73km só para ver que não sobrou ninguém faltando 65km?

Veremos…



MaisRecentes

Junho é sempre igual e um assunto domina; contratos para 2019



Continue Lendo

Ultimas provas antes do Tour; Criterium du Dauphine e Tour de Suisse



Continue Lendo

Próximo fenômeno a caminho do pelotão; Remco Evenepoel



Continue Lendo