Giro amanhã terá a sua 2a chegada em montanha seguida. - Solta o freio

Giro amanhã terá a sua 2a chegada em montanha seguida.



Ok, esse sábado foi monótono. 209km e quase nenhuma ação entre o grupo dos favoritos. A montanha era fácil de mais(para eles) e inibiu até o escalador mais agressivo. Aliás, nenhuma chegada até hoje no Giro em Montevergine teve ataques entre os GCs. As equipes preferiram se defender e se conservarem para amanhã. Pode não ter acontecido nada de mais, mas certamente vai pesar amanhã nos 225km(!!) da etapa de montanha.

Froome de novo fez caretas e quase não chega junto com o pelotão de GCs. Ta certo que caiu de leve e para o mesmo lado que a queda do 1o dia, mas realmente parece estar sofrendo.

Pinot(Grup.) mais uma vez foi bem no sprint entre os GCs e levou os 4seg de bônus pelo 3o colocado.

O garoto Carapaz(Mov) atacou do grupo GC faltando 1,5km com uma explosão sensacional! O único sem medo de atacar e como consequência abriu ainda mais tempo na disputa pela camisa branca de jovens até 25 anos.

Amanhã a etapa é looonga e com 3 montanhas categorizadas. Uma cat. 2 e outras cat. 1. Essa vai doer. Ainda mais com a etapa de sábado e o acúmulo da semana toda nas pernas.

A subida para o Gran Sasso D’Italia leva 26,5km, mas os primeiros 20km são com ângulos bem tranquilos, mas como já disse, é o acúmulo que deve fazer vítimas entre os GCs. Ataques mesmo, entre eles, devem vir mesmo só faltando 4,0km, quando os ângulos passam a médias de 8%. chegando até a 13%.

Acredito que no mínimo veremos quem realmente está sem pernas na 1a semana de montanhas. Quem tem pinta que melhorará muito na 3a e decisiva semana e talvez quem tenha errado totalmente. Escaladores quem não tentarem tirar tempo do Dumoulin e do Froome estarão dando um tiro no pé. Uns podem estar apostando tudo na última semana recheada de montanhas duríssimas como Aru(UAE) e outros como Pozzovivo(Bah) dão pinta que estão atingindo a forma antes do tempo. Só o tempo dirá, mas amanhã teremos algumas respostas.

Equipe Astana me parece ser a equipe com mais a ganhar ao atacar até de mais longe. Isso se já não tiverem alguém na fuga original.

Para quem duvida que essa última montanha pode ser ganha com ataque de longe e com enorme demonstração de coragem segue o link da etapa do Giro de 1999 na exata mesma montanha;

É verdade que o pirata perdeu 3min no dia seguinte(rsrs), mas o que fica na memória eternamente são essas performances. Olha o que o ataque dele proporcionou nas diferenças de tempo na etapa;

Só podemos torcer por algo parecido entre os GCs.

Previsão de chuva e frio, que adicionarão mais complicação.

 

Para comentários ao vivo no twitter durante a etapa; @MoynaFernando



MaisRecentes

Qual é o melhor corredor de clássicas em atividade??



Continue Lendo

Vuelta: 1ª vitória em grandes voltas para Simon Yates e equipe Mitchelton!!



Continue Lendo

Contrarrelógio de amanhã definirá as táticas da última semana



Continue Lendo