Equipe Sky - 1a punição a vista ou a ponta do iceberg? - Solta o freio

Equipe Sky – 1a punição a vista ou a ponta do iceberg?



A data que a equipe Sky foi informada sobre o resultado positivo do exame antidoping do Chris Froome(Sky) é para mim bem significativo. O dia 20 de setembro, durante o mundial em Bergen na Noruega. Mesmo dia que o Froome subiu ao pódio com sua medalha de bronze no contrarrelógio individual. No dia seguinte, Brian Cookson, ex-presidente da UCI, perde a reeleição e entra o francês David Lappartient com o apoio da enorme maioria das equipes pequenas e médias. Relembrando que a votação foi 37 x 8 a favor do francês. Tal era a insatisfação com o irlandês, que sempre foi acusado de sumiço, voltar as atenções só para as grandes equipes e de não levar a frente suas promessas de campanha. Desde então nada havia sido informado ao publico sobre esta bomba, mesmo com os resultados das amostras A e B terem retornado positivas. No mínimo um tratamento “diferenciado” comparado a como a UCI tratou outros ciclistas do pelotão.

Não fosse as reportagens do ˜The Guardian” e do ˜Le Monde”, ainda estaríamos as escuras. Pensando nisso 2 coisas me vem logo a cabeça. Primeiro, que a própria “nova” UCI está vazando essas informações. Segundo, quantas situações iguais a essa podem ter acontecido sob a “antiga” UCI que poderiam estar dentro dos limites da interpretação e por isso nem termos sabido que aconteceram?

Se pensarmos bem nos problemas que a equipe Sky já teve ao longo da vida, tanto os problemas que apareceram durante a vitória do Bradley Wiggins no Tour 2012 e o uso pelo Froome dos mesmos produtos de agora no Tour 2014 só vieram a tona devido ao vazamento dos hackers “fancy bear”. Ou seja, se não fossem esses vazamentos, Sir Dave Brailsford, o chefão da equipe, ainda estaria acima de qualquer suspeita.

A outra coisa intrigante é o fato do Froome e a Sky, que já sabiam desse resultado a meses, confirmarem a participação dele no Giro d’Italia 2018 a apenas 2 semanas atrás. Parecem estar muito confiantes quanto a sua defesa e a nota oficial da equipe veio logo após a circulação das matérias. Assim como as entrevistas terem sido dadas passando muita segurança. Mesmo ele correndo sério risco de pegar um gancho. Inclusive porque a confirmação de sua participação no Giro vem acompanhada de um bônus de supostos 2 milhões de euros. Tem que estar muito seguros dessa absolvição.

Para Sky, que sempre atribuiu o sucesso da equipe ao mantra do “marginal gains” parece que estava atuando na área cinza dos limites do que era passível de interpretação.

Agora temos que aguardar os próximos desdobramentos. Principalmente os dos bastidores…



Cancelar Resposta

MaisRecentes

Temporada 2018 começa com a Santos Tour Down Under



Continue Lendo

Chris Froome (Sky) pego no exame antidoping durante La Vuelta



Continue Lendo

Revendo a temporada 2017 – Melhores do ano



Continue Lendo