Contrarrelógio de amanhã definirá as táticas da última semana - Solta o freio

Contrarrelógio de amanhã definirá as táticas da última semana



Nada mudou na última semana a minha percepção dos 3 mais fortes; Yates, Quintana e Superman Lopez. O que eu não contava era com o Valverde ainda estar a frente do Quintana na geral.

Vitória do Pinot ontem foi excelente! Assim que um ataque deveria ser. 100% de esforço e até o fim. Seja lá o que isso vai produzir. Bonito de ver. Ao contrário do que vimos acontecendo atrás dele, como vemos abaixo. Um verdadeiro festival de “deixa que eu deixo”…

Para a Movistar que reclamou essa semana da tática da Mitchelton de Yates, quando a equipe não ajudou a perseguir a fuga, que realmente aconteceu mesmo o Yates estando de vermelho, forçando a Movistar a se desgastar na frente, fica complicado explicar o que aconteceu ontem.

https://twitter.com/JournalVelo/status/1038821529595928577

Afinal, quando finalmente Superman Lopez foi ao ataque, a Movistar com 2 dos únicos candidatos ao título que já ganharam grandes voltas na roda do camisa vermelha. Ok, o camisa vermelha não deve esperar ajuda para perseguir. Nunca! Mas os 2 Movis  ficarem “siempre a rueda” enquanto o 3º na geral está no ataque não faz sentido. Finalmente Valverde foi a frente e puxou o pelote GC. Melhor para o Pinot, que ganhou a etapa e voltou a ameaçar o top 5.

Ok, a Vuelta está bastante disputada e com diferenças de tempo na geral muito pequenas. Tem pinta de ser assim até o final, mas a Movistar com sua tática de sempre. Nada de arriscar até a última etapa de montanha e quem sabe colocar os 2 no pódio. Marcar, marcar e marcar..

Quintana já não gosta de se arriscar atacando e tendo o Valverde tão perto da camisa vermelha desde praticamente a largada só ajuda a esse marasmo. Valverde e Kruijswijk tem o melhor contrarrelógio dos atuais top 5 e Valverde pode assumir a camisa na 3ª. Não existem muitos dados para comparação para basear esse contrarrelógio e “garantir” uma previsão. Me parece que o que sobrou ao Quintana na empinada etapa 14 de sábado, como ele colocou na entrevista abaixo, faltou em Covadonga.

http://www.revistamundociclistico.com/ruta/26191-vuelta-a-espana-tienes-que-arriesgar-una-bala-para-vencer-y-a-veces-te-sale-como-ayer-y-otras-es-un-tiro-al-aire-como-hoy-nairo-quintana.html

Yates é um ponto de interrogação para o contrarrelógio de amanhã. No papel é melhor que os outros escaladores e deverá ficar quase empatado com o Valverde no fim da 3ª. Conta com 26seg de gordura para isso.

Superman Lopez é o pior dos top 5 no contrarrelógio e terá sorte de perder “só” 1min para os outros GCs do top 10. Imagino que irá se arrepender de não ter investido mais no sábado, quando após atacarem e conseguirem deixar um boa diferença para o grupo GC, sentaram e junto com Quinatana ficaram se olhando. Yates se recuperou e mostrou como faze-los pagar pelo medo e a falta de cofiança. Seguiu no ataque até a vitória da etapa e os bônus de tempo. Ficaram se olhando e se recusaram a trabalharem juntos. Parece até que há alguma coisa entre eles, que não só são colombianos, mas da mesma região de Boyacá, mas até onde eu sei não há essa rivalidade.

Quintana já fez excelentes contrarrelógios quando precisou em terrenos parecidos com o que teremos na 3ª. Não estou dizendo que ele poderia ganhar ou ser o melhor GC, mas poderia limitar suas perdas em tipo 30seg. Ainda mais contra esses GCs dessa Vuelta. Seu contrarrelógio será fundamental para as táticas da última semana. Caso isso aconteça, isso seria a posição que a Movistar sonha. Valverde de vermelho ou quase de vermelho e com o Quintana ainda ameaçando a liderança. Assim ele pode enfim atacar com toda força e com a “autorização” do patrão Valverde nas várias etapas de montanha que ainda teremos. Desse jeito os outros seriam obrigados a persegui-lo e o Valverde iria de roda para dar aquele tradicional ataque nos últimos 500mt finais das montanhas para garantir os bônus de tempo e um dos 2 chegar de vermelho em Madrid. Caso contrário, se perder mais que isso, terá que virar gregário de luxo do chefe, mesmo estando entre os top 5.

Kruisjwijk deverá fazer um excelente contrarrelógio e se colocará em posição para um possível pódio. Sua consciência tática é perto de zero o que facilita para seus rivais. No Tour carregou de roda o Froome quando ele ficou isolado na última etapa de montanha. O que ultimamente custou o pódio ao seu companheiro de equipe, Roglic. Ontem, carregou o Valverde de roda até voltarem ao pelotão dos GCs sem ter pelo menos 1 vez pedido para se revezarem. Nem aquele famoso “bracinho” e, de novo, trouxe o candidato ao pódio de volta para prova.

Estou adorando o garoto e pupilo do Contador, E. Mas(Q-Step) se segurando com os melhores. Caso se segure no contrarrelógio, que é possível, pode até chegar num top 5. Que seria incrível!

Torcendo para um bom contrarrelógio do Pinot para uma possível chance de pódio. Para mim, dos que estão nessa Vuelta, é um dos que mais gosto de ver competir. Quando está mal, fica visivelmente debilitado e quando está bem, visivelmente confiante. Autentico! Perder o pódio por doença no Tour na última etapa, na penúltima montanha foi cruel.

Para a vitória amanhã na etapa de contrarrelógio Dennis é favoritíssimo. Castroviejo e Campenaerts logo atrás. SE o tombo do Kwia não o deixou debilitado estará disputando o top 5 da etapa também.

E quanto as celebridades da Vuelta Nibali e Porte?? Porte, talvez teste as pernas, mas o mais provável é que escolham uma das etapas de montanha da semana que vem para saírem em fuga e talvez disputarem a vitória da etapa. SE a fuga deixa-los lá. Tudo que você não quer e te-los como companheiros de fuga durante 80, 100km só para eles darem na sua cabeça no final.

 



MaisRecentes

Vuelta: 1ª vitória em grandes voltas para Simon Yates e equipe Mitchelton!!



Continue Lendo

1a metade da Vuelta se foi. O que vimos até aqui??



Continue Lendo

Até que enfim chegou aquela epoca do ano; “La Vuelta”



Continue Lendo