Apelidos do pelotão. De divertidos a maldosos.. - Solta o freio

Apelidos do pelotão. De divertidos a maldosos..



O pelotão profissional, assim como nos nossos pelotões amadores, tem seus apelidos criados na maioria por fãs, pelas equipes, pelos companheiros, ou em alguns casos, pelos próprios ciclistas. Os apelidos são usados com frequência nas transmissões internacionais, nas mídias sociais e principalmente nos fóruns de debates sobre ciclismo.

Alguns dos principais exemplos dos que estão ainda em atividade são;

P. Sagan(Bora) – Hulk, Saganator.

T. Martin(Katusha) – Panzerwagen. O tanque alemão.

V. Nibali(Bahrain) – Tubarão de Messina.

C. Froome(Sky) – Froome dog, mais ou menos como o macho alfa.

A. Valverde(Movistar) – La Balla.

M. Cavendish(Dimention Data) – The Manx Missile. O míssil da Ilha de Man.

A. Greipel(Lotto-Soudal) – O Gorila,

T. Dumoulain(Sunweb) – Dumoulegend. Dumou-lenda.

M. Landa(Movistar) – Landa-ni. Combinação do nome dele com o do eterno Pantani.

M. A. Lopez(Astana) – Superman Lopez,

M. Kittel(Katusha) – Ivan Drago. Aquele russo que lutou contra o “Rocky IV” é a cara dele.

D Ulissi(UAE): The Little Train – A mini-locomotiva.

J. Fuglsang(Astana), Birdsong, canto do passarinho. Na verdade é a tradução do seu sobrenome dinamarquês.

I. Stannard(Sky) – The Iron Man – o homem de ferro.

Os apelidos dos mais notórios ciclistas do passado;

L. Armstrong: Mellow Johnny, The Boss.

T. Bonnen; Tommeke, Tornado Tom.

M. Cipollini: The Lion King (Rei Leão), Super Mario, Cipo.

M. Indurain; Big Mig, The Giant of Navarro.

E. Merckx; The Cannibal.

A. Contador; El Pistoleiro.

F. Cancelara; Spartacus,

M. Pantani; O pirata,

A. Rodrigues; Purito, Se refere a uma história. Para resumir, ler em;

Why is Joaquim Rodriguez called “Purito”?

Claro, alguns são dados pelos que torcem contra, como Bananito ou Fat-ancour(C. Betancur – Movistar) devido a seu histórico desleixo com seu peso. Sempre teremos os que historicamente estão sempre colados nas rodas e nunca puxando na frente do pelotão. Aí entram mais numa “categoria” do que um apelido em especial. Principalmente os mais bem sucedidos como S. Guerans(BMC) ou R. Majka(Bora). O mais novo a entrar nessa categoria é o L. Meintjes(Dimention Data). Acho que ele nunca foi visto na frente de qualquer grupo e faz questão de ser o último do grupo que está. Há até maldosos como por exemplo os que eram dados as respectivas bolsas de sangue utilizados pelo famoso e banido Dr. Fuentes. Tudo descoberto em 2006 na “Operation Puerto”. Segue alguns; “Piti”(A. Valverde), “Luigi”(F. Cancelara), “Hijo Rudicio”(J. Ulrich), “Zapatero”(M. Scarponi), “Birillo”(I. Basso), “Classicomano”(T. Dekker).

É um pouco estranho, mas N. Quintana(Movistar) não tem nenhum em especial, embora já tenha ganho duas grandes voltas e fez pódio em outras 4. Nairoman foi usado no começo, mas não foi o suficiente para ter um mundialmente “aceito”. Alguns fazem alusão a sua conhecida cara de “poker face”, mas nada que tenha sido traduzido em um bom apelido.

Imagino que os que foram auto denominados tenham um certo grau de arrogância. Afinal, dar a você mesmo um apelido não é lá tão humilde. Tínhamos nessa categoria o “Il Cobra”(R. Ricco), mas está cumprindo longa suspensão de doping até 2020. O mais notório da atualidade é o “Bling”(M. Mathews -Sunweb), devido a sua, digamos, ostentação.

A nova geração de estrelas ainda está sem apelidos. Tirando o Superman Lopez, F. Gaviria(Q-Step), D. Gaudu(FDJ), E. Bernal(Sky), G. Moscon(Sky), P. Roglic(Lotto-Jumbo), S. Oomen(Sunweb), E. Mas(Q´Step) e todos atrás de alguma performance em alguma prova cinco estrelas que possa marca-los com alguma característica que vai acompanha-los através de toda suas carreiras. E nada ajuda melhor para isso que um bom apelido.



Cancelar Resposta

MaisRecentes

Vai começar a festa. Que venham as provas clássicas do ciclismo!!



Continue Lendo

Vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais??



Continue Lendo

Não conheço o autor, mas essa ta demais…



Continue Lendo