Amanhã tem Flèche-Wallonne: A vingança de Alaphilippe!! - Solta o freio

Amanhã tem Flèche-Wallonne: A vingança de Alaphilippe!!



Amanhã acontece a Flèche-Wallone, que para mim sempre foi a mais monótona de todas as clássicas. Sempre dava Valverde e seu irritante tiro de 3 minutos subindo o Mur de Huy:

Ano passado Alaphilippe, o mini-Valverde, destronou o original. Os 2 são os melhores w/kg nessa duração de 2-5 minutos do pelotão. Então, fica extremamente previsível o final. Além disso o “Mur” é tão duro(26%) que a maioria espera até o pé da ladeira para explodir. É como uma corrida de arrancadas, mas numa ladeira muito empinada e depois de 193km. Ano passado Nibali e Wellens tentaram escapar um pouco antes, mas os 2 sozinhos contra todos os gregários fica muito difícil e só reforça a tática de esperar até o “Mur”.

Adicine o fato de como o Alaphilippe perdeu a Amstel domingo passado e o “sumiço” do Valverde tudo indica que Alaphilippe irá querer dar o troco no pelotão inteiro…

Valverde, ganhador de 4 edições seguidas(2014, 2015, 2016, 2017), quebrou no domingo na Asmtel Gold Race um recorde espantoso; desde 2016 não ficava depois da posição 50a em qualquer prova ou etapa que disputou!! Sua atuação na Amstel foi irreconhecível. Será que era só para sair dos radares do favoritismo? Com ele nunca sabemos, mas se ele não for bem na Flèche é porque algo definitivamente está muito errado com ele. Até mais que com o Sagan..

Bardet vem se mostrando um excelente corredor de clássicas e pode surpreender. Não acho que tenha o punch suficiente para durar tanto tempo solo na última ladeira contra Valverde ou mini-Valverde. Wellens é outro que deve estar no final, mas não dura tanto tempo nessa intensidade.

Curioso para ver Adam Yates indo genuinamente disputar a prova e não só participar. Sempre tive curiosidade se seu “punch” é suficiente para deixar para trás os favoritos depois de 200km. Para dar certo imagino que ele tenha que atacar do pé do Mur e tentar botar Valverde e mini-Valverde por mais tempo na intensidade. Se for para o punch final vai ficar dificil.

Mesma curiosidade que tenho para ver o que o Schachmann(Bora) pode fazer se largar. Além de Formolo estar muito bem, Bora pode estar poupando o mini-Jungels para Liège domingo onde terá muito mais chances. Sem dúvida foi o melhor Bora na Amstel.

EF education tem tido uma ano muito além de suas próprias expectativas. Betiol, Sep, Martinez, Woods e Clark no domingo foi sensacional. Woods tem as características para estar lá até o final. Curioso que ele diz ter essa facilidade nas ladeiras muito empinadas porque fora do banco o esforço fica mais parecido com o da corrida em ladeira, que era seu esporte original. Basta lembrar como foi bem nos 28% do mundial do ano passado.

Outro que tem “punch” e vai muito bem nas paredes ingrimes é D. Martin. Normalmente se posiciona mal e tem que recuperar posições até estar em condições de começar seu sprint na ladeira.

Mathews é um sprinter com punch que consegue acompanhar nas subidas curtas. Teóricamente não seria para ele, mas se os favoritos ficarem se marcando na última subida e ele se segurar tem chances de fazer outro top 10. Ano passado foi 5o na mesma estratégia.

Essa é uma que da para assistir os últimos 10km, muito embora de indicações sobre como estão os candidatos para a prova realmente mais importate da semana, no próximo domingo. A 4a clássica monumento: Liège-Bastogne-Liège…



MaisRecentes

Vuelta foi a melhor volta de 3 semanas do ano!!



Continue Lendo

Vuelta; analisando as 2 semanas até aqui e o que esperar da última..



Continue Lendo

Vuelta; etapa 15 de domingo tem 4 montanhas categoria 1. Um monstro!!



Continue Lendo