4a etapa foi tensa. Amanhã será mais ainda... - Solta o freio

4a etapa foi tensa. Amanhã será mais ainda…



4a etapa na 3a feira chegou na Sicilia. Com 198km e 3.200m de altimetria sem terem subido nenhuma montanha. A etapa era toda hora para cima, para baixo e uma curva atrás da outra por estradas estreitas, A chance de ficar para trás por qualquer problema mecânico e não voltar ou pelo menos a grande custo era grande. Gregários começaram a sobrar do pelotão dando a noção de como estava difícil.

Abaixo a etapa no Strava do candidato a pódio T. Pinot(Grup);

https://www.strava.com/activities/1558099712

A fuga do dia foi pega na longa e fácil subida até a cidade de Caltagirone. Os favoritos ficaram se olhando e ficou claro que a etapa seria decidida na última empinada ladeira de 1km até a chegada. Foi 1km que pode se dizer que deve ter doido como 5km a 100%. Quem se posicionou logo antes teve toda a vantagem de disputar a chegada. Não foi surpresa ver Yates(Mit), Woods(EF-F), Wellens(Lotto-S), Pozzovivo(Bah), Sanchez(Ast) nos top 10 disputando a etapa. Surpresa foi ver mesmo o Battaglin(Lotto-J) e o Konrad(Bora). No final o ótimo Wellens acertou o timing de seu sprint de subida e levou a etapa e 10seg de bônus.

Mais surpresa ainda foi ver o Froome perdendo 21seg. Esse não é o tipo de chegada que se encaixa no perfil do Dumoulin, Dennis e Froome, mas o “normal” seria eles perderem até 10seg. Froome diz que foi só problema de posicionamento, mas perder 21seg faz soar alarmes. Ele já soma +55seg de atraso em relação ao líder e para piorar para Sky, o que seria o plano B, Poels, já soma 1’37seg de atraso.

Na minha visão a maior ganhadora até aqui é a equipe Mitchelton, que colocou 3 entre os top 10 na etapa. Agora eles estão na geral em 3o, 14o e em 22o com o renovado Kreuziger a +56seg do líder e 1seg do Froome(!?). Isso lhes da várias opções táticas, pois podem usar os 3 para enlouquecer os GCs durante as etapas de montanha. Além disso, ainda contam com os excelentes Nieve e Haig como gregários de escalada.

Veremos amanhã como o Froome se porta, mas parece claro que os GCs irão testar e explorar qualquer sinal de fraqueza. Mesmo que seja “só” devido a queda de 6a feira passada, que até a o fim do Giro poderia ser resolvido.

Falando de amanhã a etapa é 54km menor e com um profile bem parecido. Vai ficar mais difícil ainda para prever o que vai acontecer.

Imagino que uma fuga que não tenha nenhum ciclista que ameace os top 10 parece o cenário mais provável. Já são 106 ciclistas com +4min de atraso e qualquer grupo deles seria permitido pelo pelotão sem problemas. Essa fuga do dia poderia ir até o fim. Equipes como a Lotto-J para o Battaglin, UAE para o Ulissi e Q-Step para Stybar podem ajudar a BMC a perseguir e acabar com a fuga.

Caso o pelotão consiga acabar com a fuga, um ataque perto da parte mais empinada da última subida a 2km da chegada de alguém da equipe Mitchelton parece mais provável. Possivelmente o Kreuziger. Isso obrigaria as outras equipes a perseguir enquanto Chaves e Yates se posicionariam para o fim da etapa de carona. A partir daí imagino que o ritmo estará altíssimo e todos estarão de olho no Froome. Se ele estiver dando sinais de fraqueza de novo as equipes GCs irão com tudo para se aproveitar da situação. Se não pelos poucos segundos da etapa, para mina-lo ainda mais para a etapa seguinte, que terá a 1a montanha categoria 1 do Giro. A subida do vulcão Etna na 5a feira. Adicione a isso tudo a boa chance de chuva. Isso aumentaria ainda mais a tensão no pelotão.

Se o pelotão se reconectar de novo e forem para a última subida, que amanhã é menos empinada, imagino que ficaria de novo entre os mesmos de hoje(Wellens, Woods, Yates, Battaglin, Sanchez), mas com vantagem para os que tem mais velocidade; Battaglin e Ulissi. Dennis e BMC devem manter a rosa por mais um dia.

Todos os olhos no Froome e na Sky…

De qualquer maneira o cenário do sul da Itália já seria o suficiente para assistir a etapa, mas ESSA etapa tem potencial de pegar fogo. Não percam!!



MaisRecentes

Tour; analisando os melhores e piores



Continue Lendo

Tour; analisando a tão aguardada etapa de 65km



Continue Lendo

Tour; será que teremos “hoje não, hoje não, hoje simmm”??



Continue Lendo