Voltar a vencer na próxima rodada vira obrigação para o Flu



Sete jogos: uma vitória, duas derrotas e quatro empates. Essa é a série de resultados recentes do Fluminense neste Campeonato Brasileiro, já contabilizando com o revés indiscutível que o time sofreu ontem, imposto pelo Internacional, no Beira-Rio. É, também, a série de resultados recentes de um time que outrora brigava pelo título nacional com o Cruzeiro e, rodada a rodada, se vê mais distante até mesmo da zona de classificação para a Libertadores. 

A aceleração da gravidade para o Tricolor parece ser maior que no resto da Terra. Para ser mais específico e direto, parece ser maior que para as outras equipes do Brasileirão. Muito dizia-se que as equipes iriam variar de produção na temporada, mas o torcedor nunca imaginou que seria dessa forma. Todas elas oscilam, é verdade, mas não assim. O discurso de “normalização das oscilações” já não cabe para este contexto. 

Passado o confronto contra o Colorado, o Flu sai de uma sequência de partidas em que enfrentou adversários diretos para ascender na tabela. Dependia apenas de si para, hoje, estar no G4. Não obteve êxito e tem que planejar novas sequências e refazer cálculos, a começar pelo próximo compromisso, contra o Criciúma, dentro de casa. Vencer virou obrigação. Virou um peso a tirar das costas para continuar um trabalho que vem sendo bem feito, mas que, para ter continuidade, precisa mostrar resultados, como tudo no futebol.

O fato é que as contas nas Laranjeiras não tem sido generosas. Para se ter uma ideia mais precisa, em números: dos últimos 21 pontos em disputa, o Flu conquistou sete. Ou seja, 33,33% de aproveitamento. Um desempenho pífio. É preciso voltar a ganhar. E rápido. Assim, volta a confiança dos atletas e, junto, a esperança da torcida em ver jogos internacionais no ano que vem.  



  • geraldo lourenço

    A verdade é uma só, acabou o ciclo, o encanto, a confiança e o futebol de muitos jogadores do Flu e esta mais do que na hora de irem embora: Fred, Wagner, Rafael Sóbis, Cavalieri, Carlinhos, Bruno, Diguinho, Valencia.

    Esses caras não ganham mais nada, foram esses mesmos que no ano passado (no futebol) rebaixaram o Flu ( só foi salvo por manobras de tribunais) e este ano vem entregando jogos fáceis.

  • O Analista

    Tricolores,

    Bem lembrado pelo Geraldo Lourenço… Com 42 pontos na 28ª rodada do Brasileirão, o Fluminense está SUPERANDO as expectativas, e não decepcionando.

    Afinal, com esse mesmo elenco (exceto Conca), no ano passado fizemos uma campanha vergonhosa e no campo de jogo, acabamos merecidamente rebaixados.

    Escapamos da Série B por duas razões:

    Primeiro, aquele gol nos minutos finais contra o Bahia, em Salvador, na última rodada… foi graças a esse gol, que todo o resto pode acontecer (tapetão), pois se esse gol não tivesse sido marcado, não teríamos pontos suficientes para trocar com a Portuguesa.

    Segundo, a incompetência administrativa (?) da Portuguesa ao escalar num jogo de compadres (o Grémio já era o vice-campeão na última rodada), um jogador ruim e irregular…

    Somado a isso, a generosidade do STJD quando julga clubes do Rio de Janeiro.

    Então, tricolores, vamos comemorar o fato de já na 28ª rodada estarmos livres do Z-4.

    Abs

MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo