Fluminense mundial: A possível tacada de mestre do clube no mercado norte-americano



Fim da viagem aos Estados Unidos. O Fluminense, diferentemente da maioria dos times do Brasil, trabalhou no período de interrupção do Campeonato Brasileiro, entretanto, mais que uma prioridade técnica, a digressão teve um ponto de vista estratégico de negócios.

Em pesquisa recente foi descoberto que a maior parte dos jovens americanos pratica o soccer. Os dados chamaram a atenção de Flávio Augusto da Silva, empreendedor que vendeu a rede de idiomas Wise Up, que ele mesmo fundou, e direcionou parte da fortuna para a aquisição do Orlando City, time que enfrentou o Flu na noite deste sábado.

Flávio foi um dos empresários brasileiros de maior sucesso no último ano, que viu na carência da oferta de um curso de inglês para adultos um grande nicho. Agora, ele percebe novamente uma oportunidade para vencer, mais precisamente no futebol dos Estados Unidos. Para isso,  apostou em Orlando, local de grande penetração latina, um dos pontos turísticos mais procurados do mundo e que tem uma aceitação natural com o nosso futebol.

Recentemente, o próprio empresário admitiu que gostaria de realizar uma contratação de impacto de um jogador brasileiro para chamar a atenção do mercado e cogitou o nome de Kaká. É como, de certo modo, a ideia dele fosse transformar o Orlando num braço do futebol brasileiro – o melhor do mundo – na América do Norte.

A premissa ousada interessou ao Fluminense, instituição marcada pelo pioneirismo. O presidente Peter Siemsen tem uma boa relação com Flávio e negocia com o Orlando City para que o time esteja, de alguma maneira, ligado ao Fluminense nos EUA. Neste sentido, nem mesmo a existência de um time chamado Fluminense na Liga Americana está descartada. Principal nação capitalista, as médias de público da Major League Soccer já superam até mesmo os números do Campeonato Brasileiro. Com o crescimento exponencial projetado da Liga, o Tricolor conseguiria provocar uma ruptura com as limitações do mercado nacional e teria toda a visibilidade que o maior teatro dos espetáculos do mundo pode proporcionar.

É certo que o Orlando ainda precisa crescer, mas investimento não falta. Atualmente numa divisão inferior da modalidade no país, uma parceria com o Flu, que poderia ceder jogadores de qualidade não utilizados em Xerém, é interessante para ambos. Além de uma grande vitrine para o clube das Laranjeiras, um trunfo para o Orlando se desenvolver.

Tudo o que digo aqui pode parecer um sonho e ficar realmente só no mundo das ilusões, todavia, a diretoria do Fluminense inteira viajou para Orlando. Se o objetivo fosse apenas os treinamentos, não teria qualquer sentido. Não obstante, duvido que os dirigentes tenham ido aos Estados Unidos para visitar a Disney. Peter Siemsen e Flávio Augusto pensam diferente dos demais. Fora da caixa da mediocridade. Coisa boa pode sair dessa amizade. É a chance de transformar um clube brasileiro numa instituição mundial.



  • Edison Nogueira Filho

    De que adianta um projeto ousado para um time que não tem torcida nem no Brasil, quanto mais nos EUA? Matéria com cara de falta de pauta…

  • Paiassus

    Florminense???? Marca internacional??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • SILVIO DE MELLO BARRIOLLI

    O Peter Siensem parece ser um cara muito correto e realmente interessado em melhorar o fluminense. E um cara visionário com ideias que podem trazer bons frutos ao flu. E isso ai Peter. Estamos com vc.

  • Peter Siemsen, vc com certeza já está entre os melhores Presidentes do nosso Fluminense, merece os parabéns de toda a torcida , tens o apoio total.

  • amarildo sidney calisti

    Já imaginaram se o Governo anistiar as dividas do Flu, e nós continuarmos com o Peter mais uns 5 anos. Esse Cube vira uma potência Mundial.

  • Adriana

    Sou sócia do clube e na medida do possível acompanho o trabalho do presidente. Parabéns por principalmente tentar resgatar a dignidade do nosso clube.

  • Marco Medrado

    Peter Siemens, vc estar de parabéns grande visão adm, mais tem um fato que vc poderia resolver
    chame os garotos Kennedy,Gerson e Robert e outros mais para o profissional, quando a parceria com a UNIMED, acabar o FLU não vai te saudade.

  • Felipe

    Tem o meu apoio.
    Parabéns Peter Siemsen e a diretoria.

  • Cosme

    Meus parabéns, Presidente! Nosso muito obrigado, de todo o coração. Por deixar de pensar num FLUMINENSE apenas regional e sim, em caráter internacional. Suas idéias e a forma de trabalhar de seus associados indicam que estamos no caminho certo. Podem ter certeza, os frutos virão com o tempo e, por pensarem assim, NOSSA ETERNA TORCIDA, estará sempre com vcs. SAUDAÇÕES TRICOLORES.

  • Principalmente se equacionar as dividas do fluminense!
    Parabens Peter vc está no caminho!

  • Principalmente se o Peter equacionar as dividas do fluminense.
    Parabéns Peter! Estamos confiante na sua indole.

MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo