Sem sustos em Caracas. Ok?



VISÃO DO FLUMINENSE (9/2)

Apesar de todos no Fluminense garantirem que não, é visível que a importância dada para o clássico contra o Vasco não é nem a metade da que terá o jogo contra o Caracas, pela estreia na Copa Libertadores. Tanto que no último domingo se viu um time cometendo algumas falhas incomuns de marcação.

As bolas altas foram o principal erro. No primeiro tempo, quando o Vasco levou mais perigo ao gol de Diego Cavalieri, a defesa tricolor perdia praticamente em todos os cruzamentos. Em um deles, o juiz anulou um gol de Tenório. No outro, Jean marcou gol contra.

Mas não foi só isso. A escalação do trio de volantes deixou a equipe mais presa, pois Valencia e Edinho dificilmente iam ao ataque e só Jean e Wágner ficavam responsáveis pela criação, já que os laterais estavam bem marcados. Ficou difícil.

Ainda assim, a equipe conseguiu algumas oportunidades. Fred, por exemplo, teve duas, mas acabou sendo parado por Alessandro na primeira e pela trave na segunda. Na etapa final, Abelão colocou o time quase todo no ataque.

Aí é aquilo. Torcida empurrando, time atacando, Fred na área… O gol foi questão de tempo. E veio aos 42 minutos, quando o camisa 9 aproveitou o cruzamento de Carlinhos e fez, evitando que só um time pulasse Carnaval no Engenhão. Será assim na Venezuela? Tomara que não.



MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo