Novo Maraca lança promoção de Dia das Crianças



O Novo Maraca está fazendo uma promoção bem legal para o Dia das Crianças. O site, que é uma parceria do LANCE! com o Governo do Estado, estampará no dia 12 de outubro, doze fotos de crianças no Maracanã. Para concorrer a uma vaga nessa galeria, você pode enviar a foto do seu filho (a) através do Galeria da Galera clicando AQUI ou do Facebook do Novo Maraca clicando AQUI.

Lembrem-se que só serão aceitos registros de crianças até 12 anos. Ao enviar a foto, não se esqueça de mandar o nome da criança e a idade dela, além do time do coração.

Depois, é só aguardar e torcer para o seu mascotinho conquistar essa vaga. O resultado sai no dia 11 na fanpage do site no Facebook. Boa sorte!



  • Leonardo

    Desculpem mudar de assunto, mas Deco disse que temos que tomar cuidado com a velocidade do Botafogo, especialmente Seedorf. Concordo! E mais uma vez volto a dizer: Com Edinho, vamos continuar a tomar sufoco. Ele é lento, pesado, cadeirudo, chega atrasado nas bolas, perde várias na cabeça (aliás, ele nem vai para a área adversária porque não tem pique para voltar logo), ele tem muito pouco recurso, só que por vezes não percebemos isso porque ele sequer está na jogada.

    Quem não se lembra em 2000 quando tínhamos Marcão e Fabinho? Era uma marcação implacável, o Flu naquele ano não perdeu com os dois em campo (se aconteceu, foi uma ou duas vezes)… tinhamos no meio campo ainda o Jorginho (hoje técnico do Bahia) que também ajudava na marcação e Roger na criação. Chegamos em terceiro e por um capricho do destino, perdemos para o São Caetano. Pois bem, Fabinho saiu do Flu e entrou Sidnei. De repente, Marcão começou a se contundir mais, a marcação ficou mais frouxa, mesmo ele – Sidnei – não “falhando”. O buraco no meio estava lá e Sidnei – mesmo não “jogando mal” (tal qual Edinho), deixava as portas para o adversário.

    Edinho é exatamente igual. O Botafogo é mais veloz e mais habilidoso que o time do Flamengo. Não quero ser pessimista, mas não errei muito em relação ao Fla-Flu. Eles pressionaram e eu não via uma só bola roubada por Edinho, nem uma jogada, uma acossada nos atacantes, uma interceptada dele. Ele se esconde entre a zaga e o Jean; entre a zaga e os laterais, ou seja, cerca daqui, cerca dalí… Já Valência é o contrário. Segundo Abel, Edinho tem melhor(?!) “saída de bola”… faz-me rir, Abel. Valência corre muito mais (aliás, Edinho não corre, lembram-se de um gol do Libertad que tomamos na Libertadores/2011 que o cara partiu de trás e ultrapassou Edinho?), Valência tem raça, não se omite, ganha na cabeça, inspira confiança, não se esconde. Mas quem tem padrinho não morre pagão, e Edinho já tem Abel como seu pai e padrinho.

    P.S.: Nada contra a pessoa Edinho. Me parece bom carater e profissional comprometido, leal e agregador… só não joga nada.

MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo