Independência ou morte. No Brasileirão.



Nada contra a jogada ensaiada de bola parada, que funcionou mais uma vez. Nada contra também a atuação do time, que teve mais volume durante a maior parte do tempo e poderia ter vencido se a partida não tivesse sido tão mal arbitrada. Mas enquanto o Tricolor não se tornar menos dependente de lampejos individuais, será para sempre um parto alcançar o Atlético-MG na tabela.

O atacante Fred, por exemplo, teve tudo para ser o que Jean foi na partida contra o Palmeiras: o iluminado a garantir os três pontos em um brilho individual. O camisa 9 marcou um gol, é verdade, mas teve ótima chance para fazer outros dois. Não rolou. Ele furou na primeira e esbarrou no goleiro Fábio na segunda. Em suma, simplesmente não era dia.

Assim como também não funcionou a opção de Abel Braga por Samuel como companheiro de ataque de Fred. O jovem atacante é voluntarioso, mas não é a melhor opção para fazer o time tocar a bola ou sair em velocidade nos contra-ataques. Era sim uma alternativa para a tão famosa jogada de bola parada. O recurso pode e deve ser utilizado como um ótimo adicional, mas tê-lo como carro-chefe das ações ofensivas soa como um pouco de exagero.

Defensivamente, o time levou poucos sustos e o empate, pelas circunstâncias, não foi de todo ruim. Mas na corrida para ultrapassar o Galo, o Flu precisará de um pouco mais. De um pouco mais de bola no chão, de um pouco mais de criatividade dos meias além das cobranças de falta. Para o Tricolor, é independência dos vícios ou morte no Brasileirão.



  • Rafael

    só quero ver se vamos contratar jogadores a nível de libertadores,e nao contrataçoes pontuais né O PETER !! zé ruela

  • Rafael

    e muita falta de profissionalismo do fred!

  • Mateus Gonçalves

    Bruno Marinho, perfeita a sua análise. E eu diria que um pouco mais, também, de menos erros do nosso técnico, pois, escalar o voluntarioso Samuel na esquerda foi demais. Para falar a verdade, eu acho até que é muita responsabildade paro garoto ter que substituir o Fred. Vamos ver se o Rafael Moura vai fazer falta.

  • RENATO LUIZ

    O que eu quero é a vaga na LIBERTA e de quebra o título nacional 2012. Pois vejam aquele time o tal do Corinthias, daquele jeito me ganha a liberta!!! Nem tudo é perfeito. O que vale são os três pontos. É ser campeão em 2012. Quando acaba o campeonato só lembramos do campeão. Jogou bem ou não – não interessa.

  • rafael

    turma de chinelinho,e pipoqueiros! departamento médico do flu ( meu time) é pior do que o SUS,bando de medico que compraram diploma

MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo