Diário de Viagem: Informação? É melhor nem pedir!



O povo argentino está sendo bastante hospitaleiro nesta minha passagem por Buenos Aires. Porém, conseguir uma informação dos argentinos não é uma tarefa fácil. Onde fica um restaurante? Onde fica a banca de jornal? Pode estar há dois metros dos argentinos, eles não sabem ou não querem informar. Principalmente quando passa-se pela charmosa rua La Florida. A Boulevard de Buenos Aires. Um mar de lojas e de pessoas. Tudo o que você quiser está ao seu alcance em La Florida, menos as informações.

Até a delegação do Zamora (VEN), rival do Boca Juniors hoje estava aproveitando o momento para fazer umas compras. Os valores até assustam. Tudo parece ser barato. Menos as informações como sempre.

No mundo mágico de La Florida, existe diversão, entretenimento e bons restaurantes. Caminhar por Buenos Aires é um prato cheio para qualquer visitante. Ao descer a charmosa rua, você dá de frente com a Casa Rosada, sede do governo argentino. Encontra-se manifestantes em todos os lados. Cartazes, em especial, destacando a disputa pelas Malvinas pode ser visto a cada esquina. Bandeiras da Argentina também são hasteadas por todos os lados, o patriotismo impressiona. O fanatismo dos argentinos pelo futebol também é notório. Em especial em La Florida. Muitas lojas vendendo as camisas dos clubes do país. E não encontra-se só River Plate e Boca Juniors. A camisa do Arsenal, por exemplo, pode ser encontrada em qualquer esquina, assim como a do Vélez Sarsfield. Buenos Aires é um mundo de opções. La Florida tem uma magia especial. Com cara de cidade europeia, Buenos Aires é muito acolhedora. Quem vier ao país pode páis sente-se em casa, mesmo com toda a rivalidade entre argentinos e brasileiros.

Acha-se tudo em Buenos Aires. Menos informações. É melhor vir para a Argentina sabendo onde está o que quer encontrar. Ser bem acolhido, não significa ser bem informado.



  • Fabio

    Não concordo com seus comentários, estive 2 vezex em Buenos Aires, uma esse ano e pelo contrário, fui muito bem atendido nas 2 vezes, informação não era problema, o que muda é o jeito que se fala com eles…, falar em portugues não ajuda muito, o portunhol é toleravel e de preferencia o espanhol… não se vê camisas de todos os times em todos os lugares… penei para comprar uma camisa tricolor do Velez, quase não vi de Independiente e Racing e pouquissimas do Banfiel e do Arsenal, San Lorenzo e Rosario Central não existe!

  • sampaio

    voce foi a buenos aires a passeio ou para cobrir o jogo do fluminense, que voce nao falou nada sobre o time rsr

MaisRecentes

Torcida única – Qual deve ser a posição do Fluminense?



Continue Lendo

Fred será protagonista em mais um Fla-Flu?



Continue Lendo

Vale apostar em Enderson Moreira?



Continue Lendo