Under Armour fica em maus lençóis após elogios de executivo a Trump



Stephen Curry

Os elogios do CEO da Under Armour, Kevin Plank, ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocou a fornecedora em uma situação delicada com alguns de seus patrocinadores. O último a criticar a postura do executivo foi ninguém menos do que o astro da NBA Stephen Curry.

Principal atleta do Golden State Warriors, Curry é um dos maiores garotos-propaganda da marca e mesmo com contrato até 2024, o astro ameaçou rescindir com a Under Armour: – Se ela não tem os mesmos valores que eu, não há dinheiro que irá me fazer ser o que não sou. Passei o dia todo ao telefone com vários membros da marca para entender o que se passava -, contou o craque do basquete ao jornal ‘Mercury News’.

ST. Pauli

Curry não é o único patrocinado da Under Armour a reclamar da postura do executivo da empresa. Na última semana, o St. Pauli, clube alemão famoso por suas posturas políticas, soltou uma nota lembrando que a empresa norte-americana possui em seu quadro de funcionários muitos imigrantes, e pediu para Kevin Plant reconsiderar sua declaração sobre Trump. Vale lembrar que o atual presidente dos EUA vem criando polêmica por sua política migratória.

A confusão envolvendo um dirigente do alto escalão da Under Armour e seus clientes mostra que nem sempre as cifras na assinatura de um contrato é tudo para que empresa e esportista/clube andem juntos. A imagem e os valores éticos que uma parceria entre fornecedor e atleta deixam como exemplo e legado precisam ficar em primeiro plano. Bom para o esporte, bom para os fãs.



  • Jonatas Dos Santos

    cala essa bunda cury, respeite as pessoas que concordam com os elogios da empresa a trump, vc nao é o unico na america, ze ruela!!!!

  • Filipe Barddal

    Leonardo Martins como todo esquerdista que tenta falar de política, sempre fala porcaria, por simplesmente ficar defendendo o politicamente correto.
    Vocês são só mais um que compõe a #fakenews
    TRUMP está certinho em devolver os EUA aos americanos. Com certeza os Pais Fundadores dos EUA estão felizes com o seu 45º representante. Lugar de muçulmano não é onde ele quer. Muito menos de traficante e bandido. O lugar desses caras é onde aceitam eles. É bem diferente.

MaisRecentes

Quer ganhar uma bola do Campeonato Carioca? Concurso cultural dá presentão!



Continue Lendo

Qual é a camisa alternativa mais bonita para a próxima temporada europeia? Vote!



Continue Lendo

Schalke rejeita renovação com a Adidas e parceria de 40 anos será encerrada



Continue Lendo