Tênis icônico nascido no basquete completa 35 anos e ganha festa em SP



Icônico tênis de basquete lançado pela Nike em 1982, o Air Force 1 completou 35 anos agora em 2017. Para celebrar a data, a marca promoveu no último sábado uma festa no Vale do Anhangabaú, das 11h às 22h. Música, basquete e dança comandaram a festa – aberta ao público – no centro de São Paulo. Três quadras foram montadas e diversas ativações de basquete fizeram a alegria do público, que ainda teve acesso a uma sneaker shop sobre rodas, o Force Truck, que vendia e oferecia customizações para o Air Force 1.

Duelo no basquete 3×3

A bola laranja subiu logo pela manhã com a criançada: 80 meninos e meninas do Instituto Passe de Mágica, da Magic Paula, e do Instituto Janeth Arcain, conheceram o espaço e foram os primeiros a brincar nas quadras. O dia seguiu com as batalhas de breaking, basquete e rima. As disputas agitaram o público, que pôde acompanhar as semifinais e finais de cada competição. No breaking, entre os oito finalistas que empolgaram a galera com suas acrobacias, Fernando Henrique Pereira, o Fernandinho, levou a melhor.

Já na batalha de rima, a velocidade dos versos e a capacidade de improvisação dos participantes roubaram a cena, que consagrou Kevin Dias, mais conhecido como “Kevão”, como o grande vencedor. Próximo dali, um treino especial do NRC (Nike+ Run Club) se juntou as crews Damn Gang, Vicio Lifestyle, Seven Runners e Closeyros para percorrer 5km com a linha de chegada no evento.

O desafio 3×3 no basquete consagrou o São Paulo DC como o grande campeão. Em final muito disputada, o time venceu o High Nutrition por 17 a 16 e levou o caneco. Mais tarde, com a presença de atletas do NBB (Novo Basquete Brasil), como o MVP da última temporada Desmond Holloway, a dupla formada por Derick e Juliana venceu o desafio de arremessos. Claudinei Aparecido, apelidado como “Black Man”, pulou uma parede humana e venceu o desafio de enterrada.

O evento também teve shows de artistas consagrados. Rincon Sapiência foi o primeiro a se apresentar. Logo na sequência, Xênia França e Rico Dalasam subiram ao palco. Em seguida, Marcelo D2 agitou o público, em apresentação que contou com a participação especial de Seu Jorge. Emicida, ao lado de D2, encerrou a noite no centro de São Paulo com muito hip hop.

Marcelo D2 e Emicida



MaisRecentes

Novas camisas pré-jogo de Bayern, Juve, United e Real serão feitas com plástico retirado do oceano



Continue Lendo

Paysandu homenageia seleções campeãs mundiais em seu novo uniforme



Continue Lendo

Time do Campeonato Italiano lança camisa retrô e jogará duelo da Série A com ela



Continue Lendo